27 3262-0877 - WhatsApp: 27 99748-7465 [email protected]

Muita gente, hoje, se pergunta: “mercado imobiliário o que é?”. E isto é um sinal claro de que cada vez mais há um interesse maior no assunto, de forma que o mercado imobiliário possa estar presente cada vez mais na vida das pessoas.

E por isso, no artigo de hoje, a ville Imob quer te levar para conhecer este mercado como um todo. Assim, você poderá identificar as principais áreas e setores da economia imobiliária.

Quem sabe, até mesmo, você poderá usar este artigo como pesquisa para elaborar um novo produto, solução ou empreendimento imobiliário. Afinal, a área é muito grande e há demanda para muitas frentes.

Portanto, para entender mercado imobiliário o que é, continue lendo. E se preferir, pegue seu cafezinho, papel e caneta e anote tudo. Acompanhe!

Mercado imobiliário o que é? Veja um guia completo do segmento

Mercado imobiliário o que

Quando a gente se pergunta, “mercado imobiliário o que é?”, automaticamente pensamos em imóveis a venda. Afinal, o imóvel físico é uma das primeiras coisas que podemos, de alguma forma, visualizar na nossa mente.

Só que o mercado imobiliário é muito maior do que isso. Pelo menos, no que diz respeito a áreas de atuação e sinergia de departamentos. Afinal, a venda do imóvel em si, é só a ponta do iceberg de uma série de operações, ações e estratégias que precisamos colocar em prática.

De maneira geral, o mercado imobiliário é a reunião de uma série de atividades que estão diretamente e indiretamente relacionadas aos imóveis em si. Por isso, não será incomum encontrar setores alternativos que, de alguma forma, fazem parte do mercado imobiliário.

Por exemplo, você poderá perceber negócios como agências de publicidade, produtores de vídeo ou consultorias especializadas no mercado imobiliário. Ou seja: é realmente muito mais amplo do que só vender imóveis, não é mesmo?

Mas não se preocupe. Vamos nos aprofundar mais no tema a partir de agora, para que você possa ter uma melhor ideia de como funciona o ramo. Afinal, a resposta para a pergunta “mercado imobiliário o que é?”, é ampla!

Vamos lá.

Qual é a diferença entre construtora e incorporadora?

Mercado imobiliário o que

Acompanhando o texto até aqui, entendemos os princípios básicos do que é o mercado imobiliário. E como percebemos, ele é muito amplo e cheio de vertentes. Afinal, há muita coisa construída ao seu redor.

Por isso, vamos começar a entendendo qual é a diferença entre construtora e incorporadora, que são dois tipos de empresas bem comuns no ramo imobiliário. Veja abaixo.

O que é uma construtora?

A construtora nada mais é do que a empresa que, de fato, constrói o imóvel. E isto está muito claro já em seu nome. De maneira geral, a construtora é quem vai arcar com todos os serviços relacionados a execução de um projeto.

Neste caso, é a construtora que, também, precisa trabalhar para contratar toda a mão de obra necessária e especializada para cada tipo de tarefa na obra.

Muitas construtoras, neste caso, oferecem todos os tipos de serviços que o projeto pedir. Só que outras, não. Por isso, é preciso escolher direitinho para que não haja imprevistos e atrasos na entrega do empreedimento imobiliário.

Construtoras populares no Brasil:

  • Direcional Engenharia
  • Pacaembu Construtura
  • Toledo Ferrari

Mas, se a construtura é responsável por executar a obra e contratar mão de obra, que é responsável por contratar a construtora? É a incorporadora! Por isso, entenda tudo sobre ela a seguir.

O que é uma incorporadora?

Enquanto que a construtora vai executar a obra, a incorporadora vai planejá-la. Ou seja, é através da incorporadora que a construtora vai ser contratada depois que todo o projeto de viabilidade e também projeto arquitetônico, estiverem prontos.

Em resumo, é a incorporadora que é responsável por toda a parte burocrática e de documentação do lançamento imobiliário. Ou seja, é ela quem tem que comprar o terreno, assinar documentos, contratar engenheiros e arquitetos, conquistar licenças e certificados, etc.

Muitas vezes, a própria incorporadora já consegue executar a obra, pois em seu guarda-chuva de empresas, há também uma construtora. Quando isto acontece, é preciso tomar cuidado para não haver nenhum tipo de conflito de interesses.

Seja como for, nossa dica, é: sempre busque entender mais sobre a incorporadora e também sobre a construtora antes de comprar um imóvel. É importante saber de quem você está sendo cliente, ok?

Leia mais sobre o assunto: Você sabe qual é a diferença entre construtora e incorporadora?

Qual é a diferença entre uma imobiliária e um corretor imobiliário?

Mercado imobiliário o que

Agora que já entendemos qual é a diferença entre uma construtora e uma incorporadora, peças-chave iniciais em todo processo imobiliário, precisamos entender também quem vai comercializar estes imóveis depois.

De maneira geral, muitas vezes a própria incorporadora vai abrir um plantão de vendas para vender os imóveis recém-lançados. Mas quando isso não acontece, quem entra em ação é o corretor ou a imobiliária.

E qual é a principal diferença entre eles? Veja abaixo:

O que faz um corretor imobiliário

Um corretor imobiliário nada mais é do que o profissional que vai comercializar os imóveis. Ele pode trabalhar de maneira autônoma ou pode trabalhar vinculado a uma imobiliária. As duas formas são válidas e geram resultados.

O corretor imobiliário precisa ter seu registro junto ao CRECI para que possa comercializar imóveis e a sua remuneração será baseada em comissionamento. Em média, de 6% a 10% de comissão para cada venda realizada.

Se o corretor estiver vinculado a uma imobiliária, neste caso, ele ganhará uma comissão reduzida – pois terá que dividi-la com a imobiliária.

Para entender mais sobre o assunto, leia: Você sabe quanto ganha um corretor de imóveis?

Muitas vezes é o corretor imobiliário que venderá os imóveis que a incorporadora projetar. Então, não será difícil ver um imóvel em construção e, algum tempo depois, ver algumas plaquinhas de “vende-se” coladas no imóvel, com contatos imobiliários.

O que faz uma imobiliária

Tá, se é o corretor de imóveis que vende o imóvel, o que faz uma imobiliária e qual é o seu papel? Basicamente, a imobiliária poderá agir de maneira a planejar ações e estratégias para vender determinados imóveis.

Os corretores que se vincularem a imobiliárias, por exemplo, podem ter acesso a toda estrutura da empresa para agilizarem suas vendas. Inclusive, poderão acessar o sistema da imobiliária para manejar e organizar suas demandas.

Muito embora isso tenha um custo (divisão de comissão), muitas vezes vale a pena para o corretor autônomo iniciante, estar perto de uma imobiliária. Afinal, ele terá uma boa estrutura para trabalhar.

Uma imobiliária é também uma maneira de construir autoridade e aumentar o faturamento, uma vez que ela tem mais condições de atender vários clientes ao mesmo tempo e, de alguma forma, escalar o negócio.

Veja uma lista de algumas imobiliárias no Brasil:

O que é uma Proptech e o que elas fazem?

banner ville Imob

Muito embora a sua dúvida para a pergunta, “mercado imobiliário o que é?”, já tenha sido respondida de maneira ampla durante as explicações anteriores, saiba que ainda há espaço para mais vertentes!

Sim, o mercado imobiliário é enorme e, dentro dele, estão também as chamadas Proptechs. Este tipo de empresa pode ser caracterizada como sendo uma uma empresa de tecnologia imobiliária.

Ou seja, são empresas que oferecem soluções inteligentes e baseadas em tecnologia, para que o setor possa se desenvolver e vender mais.

A Ville Imob, por exemplo, é uma Proptech.

Nós oferecemos várias soluções para corretores imobiliários e também para imobiliárias, como sistemas de gestão e também tecnologia de CRM imobiliário. Além de outros produtos que visam facilitar a vida de quem vende imóveis.

E se você quiser aprender mais sobre o assunto, veja este artigo: Proptechs Brasil: como elas estão inovando no mercado imobiliário.

A importância dos fornecedores gráficos – Vídeos, imagens com drones e tour virtual

Além de todas as empresas e tecnologias mencionadas anteriormente, há ainda as empresas que trabalham com agenciamentos.

Por exemplo, há espaço no mercado imobiliário para fornecer serviços e produtos diversos, como imagens, vídeos, áudio, conteúdo, etc.

Há empresas especializadas em atender o setor imobiliário, como agências de publicidade, produtores de vídeo, captação de imagens com drones, tour virtual e realidade aumentada, etc.

Sim, o mercado imobiliário é muito grande. É um ramo em crescimento e mudanças constantes, onde o profissional precisa ficar sempre atento para aprender novas tecnologias e habilidades.

Na plataforma ville Imob você consegue incorporar o vídeo do imóvel do youtube no anúncio do site, potencializando vendas e locações.

E se você quer aprender como fazer parte dele, continue lendo. Entenderemos, agora, algumas formas de ingressar neste ramo.

Formas que você pode ingressar no mercado imobiliário

Mercado imobiliário o que

Você pode fazer parte do mercado imobiliário de muitas formas diferentes. Muito embora a maneira mais comum seja comprando um imóvel para investimento, há outras modalidades que também podem ser abraçadas.

Veja algumas abaixo:

  • Aquisição de um imóvel para moradia ou investimento;
  • Construção de um empreendimento do zero de acordo com demandas do local;
  • Através do investimento em cotas de Fundos Imobiliários;
  • Você pode ser um corretor de imóveis autônomo;
  • Quem sabe você pode abrir a sua própria imobiliária;
  • Ofereça serviços e soluções para o mercado imobiliário como um todo;

Aquisição de um imóvel para moradia ou investimento

Esta é a forma mais simples de participar do mercado imobiliário. Ou seja: investindo em imóveis.

Você pode comprar imóveis para vender ou para alugar. Inclusive, poderá arrematar imóveis em leilões para, quem sabe, vendê-los a preços mais rentáveis no futuro.

Esta é uma modalidade que exige um grau alto de investimentos, visto que você precisará bancar as compras ou financiamentos e o seu retorno pode demorar a vir.

Construção de um empreendimento do zero de acordo com demandas do local

Outra maneira de conseguir entrar no ramo imobiliário, é construindo um empreendimento do zero, aproveitando alguma demanda do seu bairro ou cidade.

Neste caso, você pode até mesmo abrir uma incorporadora para identificar oportunidades e fazer lançamentos. Ou, se preferir, poderá estudar a viabilidade de uma nova construtora na região.

Certifique-se de estudar bem o mercado para conseguir projetar um negócio que tenha vida útil e seja rentável.

Através do investimento em cotas de Fundos Imobiliários

Outra maneira de participar do mercado imobiliário, é investindo em FIIs – que são os fundos de investimentos imobiliários.

Neste caso, você sequer precisa ser dono de um imóvel, para receber aluguéis por ele. Tudo que você precisa fazer, é comprar cotas de um fundo imobiliário e, assim, obter rentabilidade sobre seu capital investido.

Esta é uma forma dinâmica e que oferece grande liquidez para fazer aquisições em imóveis, sem ter toda a burocracia de cartórios, documentos, regularizações, etc.

Você pode ser um corretor de imóveis autônomo

Quem sabe, o mercado imobiliário chame a sua atenção para ser um corretor de imóveis autônomo, não é mesmo? Se este for o caso, saiba que isto é planamente possível e viável. Afinal, é um mercado que pode trazer ótimos resultados no médio e longo prazo.

Inclusive, aqui no blog da Ville Imob, já escrevemos sobre o assunto, veja: Como ser corretor de imóveis – Ferramentas, cursos, captação e vendas.

Quem sabe você pode abrir a sua própria imobiliária

Se você não quer ser um corretor de imóveis, mas sim, quer ter uma imobiliária, isto também é possível. Muito embora você vá precisar de corretores para trabalhar, uma imobiliária é uma forma de escalar o seu negócio e gerar mais receita em menos tempo.

Para fazer a sua imobiliária, você precisará fazer um estudo da localidade e entender a região. Nunca comece um negócio sem estudá-lo antes, ok? Seja você um corretor autonomo ou uma pequena imobliária a plataforma ville Imob tem planos e ferramentas imobiliárias especiais para você.

Leia nosso artigo: Como abrir uma imobiliária moderna e eficiente.

Ofereça serviços e soluções para o mercado imobiliário como um todo

E por fim, para participar do mercado imobiliário como fornecedor ou como profissional imobiliário, lembre-se: sempre busque oferecer soluções práticas e que façam sentido para clientes – sejam elas quais forem.

Tenha sempre em mente a questão da oferta e da demanda. Construir um projeto em cima de alguma coisa que tenha demanda, é mais fácil do que construir a demanda para, depois, construir um negócio para supri-la.

Qualquer dúvida, deixe um comentário por aqui e conte com a Ville Imob para te ajudar a vender mais imóveis, seja se você é um corretor autônomo ou se possui uma imobiliária. Desejamos sucesso e boas vendas!