Em meados de julho, os profissionais do mercado imobiliário ficaram apreensivos com a chegada do aplicativo Hubbers Real Estate em São Paulo, que promete realizar a venda de imóveis sem o corretor. Trata-se de um movimento de desintermediação que vem ganhando força nos últimos anos, como é o caso dos aplicativos Uber e Airbnb que já são uma realidade.

Basicamente, o Hubber Real Estate conecta o proprietário com potenciais compradores. Nisso, a negociação acontece diretamente entre as duas partes, sem a presença de um profissional. Seria o fim da profissão de corretor de imóveis? Não acreditamos nisso.

Aqui, não cansamos de reforçar que o comportamento dos consumidores está mudando, o que exige uma nova postura dos corretores de imóveis. Como as pessoas estão mais conectadas, a tendência é que essas e outras ferramentas tecnológicas cheguem para ficar. Isso é inevitável. Compete ao corretor de imóveis entendê-las e, se possível, abraçá-las, não rejeitá-las.

Portanto, é fundamental conhecer a proposta do aplicativo Hubbers Real Estate para saber como lidar com ele. Veja, a seguir, como fazer isso:

Como funciona o Hubbers Real Estate

O Hubbers Real Estate permite o proprietário anunciar seu imóvel dentro da plataforma. Para tanto, o aplicativo indica fotógrafos profissionais para tirar fotos dos cômodos e ainda publica uma visita filmada para chamar mais atenção dos interessados.

Na sequência, o aplicativo conecta o comprador em potencial diretamente com o proprietário. Toda a parte de documentação é feita pelo próprio aplicativo. Caso a venda seja concretizada, o aplicativo ganha 3% de comissão, metade do que imobiliárias e corretores costumam cobrar.

A princípio, a startup pretende trabalhar apenas com imóveis de alto padrão de São Paulo que custam acima de 1 milhão de reais. A partir do momento que a empresa conquistar a confiança do mercado, a ideia é expandir sua área de atuação.

Posicionamento do COFECI/SECOVI 

Logo saiu a notícia da chegada do Hubbers, o presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI/CRECI) João Teodoro passou uma mensagem para tranquilizar os profissionais da categoria.

De modo geral, ele falou que não é possível realizar a venda de imóveis sem o corretor e afirmou, ainda, que o aplicativo trabalha de modo irregular, sem o reconhecimento dos órgãos competentes. Portanto, deve ser fechado. Confira o depoimento completo no vídeo abaixo:

Faça uma autorreflexão

Antes de sair protestando às ruas contra as novas formas de venda de imóveis sem o corretor e reivindicando a obrigatoriedade da profissão, faça uma autorreflexão sobre o seu trabalho. Você está agradando todos os seus clientes a ponto de fazê-los indicar seu trabalho a amigos e familiares?

Esse é um ponto crucial. Afinal de contas, muitas pessoas preferem pagar mais caro por serviços e produtos por conta do ótimo atendimento que recebem. Se você fizer um ótimo trabalho e encantar seus clientes por meio de um atendimento personalizado, informações adicionais e agilidade nos processos, certamente eles não vão querer substituir seus serviços por um aplicativo.

Plataforma ERP ville Imob

Invista em fotos de qualidade

No aplicativo Hubbers, os proprietários vão anunciar os imóveis com fotos de extrema qualidade. Por que não fazer o mesmo e, quem sabe, até mais do que isso?

Portanto, dedique um tempo a tirar muitas fotos dos imóveis de qualidade. Na sequência, vale a pena contar com uma ferramenta de integração social e de integração de portais imobiliários para anunciar os imóveis em sites especializados e no Facebook, Instagram, Twitter e por aí vai. Sua chances de impactar mais pessoas aumentam.

Dê satisfação aos seus clientes

Para evitar que a venda de imóveis sem o corretor vire uma regra no mercado, não fique de braços cruzados. Mexa-se! Mesmo que esteja encontrando dificuldades para vender um imóvel, não suma da vida do proprietário, dê alguma satisfação. Isso demonstra que você está preocupado com o negócio e está trabalhando bastante para dar uma resposta positiva.

Nesse sentido, recorra ao banco de dados do seu CRM imobiliário e veja como está o status de atendimento com cada um de seus clientes. Se for necessário, envie uma mensagem explicando a situação do negócio.

Aos clientes que estão interessados em comprar um imóvel, ofereça o máximo de opções compatíveis aos anseios deles. Enfim, é hora de fazer a diferença no atendimento! Ao perceber seu esforço e competência, eles não vão querer trocar a experiência de negociar com você por uma experiência mais impessoal de um aplicativo.

Suspensão e resposta do aplicativo Hubbers

Enquanto produzíamos este artigo, encontramos uma publicação que afirma que o Conselho Regional de Fiscalização do profissional Corretor de Imóveis de São Paulo (CRECI-SP) suspendeu a inscrição do aplicativo Hubbers e solicitou os sócios da plataforma a prestarem esclarecimentos.

Em sua defesa, a empresa negou que trabalha com a venda de imóveis sem o corretor. Ao contrário, ela assumiu o compromisso de atuar através de corretores devidamente inscritos neste Conselho assim que der início às suas atividades.

Mesmo que o aplicativo ainda não esteja funcionando, as dicas deste texto não perdem valor. O essencial é o corretor de imóveis entender o novo comportamento do mercado e melhorar seu trabalho por meio das novas ferramentas tecnológicas.

Boas vendas!

 

Posts relacionados