Você já parou para pensar como a taxa de juros influencia o mercado imobiliário? Alguns corretores podem julgar pensar neste assunto uma perda de tempo. Afinal de contas, por mais que as taxas afetem seu trabalho, não é possível que o corretor haja para mudar estas taxas. Por outro lado, entender esta relação pode ser a chave para que o corretor preveja e sobreviva as eventuais crises e momentos do mercado.

Se você está se perguntando como isso é possível não se preocupe. No artigo de hoje exploraremos como é a relação entre a taxa de juros, ou melhor, a taxa Selic e o mercado de imóveis. Com essas informações será possível entender melhor a dinâmica do setor imobiliário.

O que é a taxa Selic?

SELIC é uma abreviação para “Sistema Especial de Liquidação e de Custódia” que é a taxa de juros básica da economia. O valor da taxa é calculado pelo COPOM, que faz uma média ponderada dos juros cobrados pelas instituições financeiras do país. A taxa é definida através de reuniões do COPOM, somente este ano foram 8 reuniões para definir alterações ou a manutenção da taxa.

taxa de juros e o mercado imobiliário aperto

Atualmente a taxa é de 6,5%, o valor mais baixo da história. O valor mais alto registrado ocorreu no ano de 1999, no período da superinflação. Este valor é importante para os bancos porque grande parte das suas operações tem como base esta taxa. Se o valor esta alto, os bancos estão recebendo mais, valores baixos, por outro lado, significam juros e lucros menores.

Mas e o mercado imobiliário?

O mercado imobiliário depende muito de recursos para que o mesmo continue girando. Neste contexto, vamos evitar pensar em grandes crises. Altas taxas de juros podem gerar crises, mas elas dependem de outros fatores para desencadear uma crise de grandes proporções. Mas, como veremos, taxas de juros altas podem desestimular a compra de imóveis. O que é, naturalmente péssimo para um corretor, mas não é uma grande crise.

Porque o corretor quer uma taxa baixa

O corretor de imóveis quase sempre sonha com taxas de juros baixas. Isso porque taxas baixas significam que os financiamentos ficarão cada vez mais atrativos, logo, mais negócios de compra e venda de imóveis serão fechados. Mas porque?

Primeiro lembre-se, a taxa Selic é a base da maioria das operações financeiras. Isso inclui os financiamentos imobiliários. Ou seja, o banco define as taxas de financiamento de acordo com a taxa Selic. Se a taxa está baixa, os financiamentos novos terão taxas mais baixas. Taxas altas, por outro lado, indicam financiamentos com juros bem assustadores.

taxa de juros e o mercado imobiliário computador

E agora a lógica é bem simples: financiamentos altos significam que as pessoas não vão poder comprar imóveis. Mesmo as pessoas que tem os recursos financeiros para pagar as mensalidades podem optar por esperar por um momento mais propício.

Mas e quem paga à vista?

Para um potencial comprador de imóveis isso significa que comprar um imóvel pode não ser a melhor escolha. Suponha, por exemplo, que você tenha R$ 300.000 que você pode utilizar para a compra de um imóvel. Este valor se encontra em um investimento que rende 12% ao ano, graças à uma taxa Selic alta.

Isso significa que se este cliente pode decidir não investir em um imóvel agora. Ao invés disso, é possível pegar uma parcela dos rendimentos que são, aproximadamente R$ 3.000 mensais e pagar um aluguel. A outra parte do rendimento pode ser investida novamente, para a compra de outro imóvel no futuro.

Ou seja, neste exemplo, vemos que as taxas altas de juros não afastam somente as pessoas que compram através de financiamentos. Até mesmo quem pode pagar à vista costuma ver opções melhores para investir seu dinheiro.

A lei da oferta e procura não ajuda sempre

Sabe aquela lei que relaciona a oferta e a procura? Nem sempre ela ajuda, em geral a ideia é a seguinte: se várias pessoas estão em busca de um produto e existem poucos disponíveis o preço dispara. Por outro lado se existem vários produtos no mercado e poucas pessoas em busca do mesmo, o preço é reduzido drasticamente.

taxa de juros e o mercado imobiliário mesa

Mas, no caso do mercado imobiliário, em geral o que acontece é um ciclo: a procura reduz (devido às altas taxas). E isso faz com que as construtoras reduzam o ritmo. Ou seja, a oferta também será reduzida, juntamente com a procura. Consequentemente, embora haja alguma variação leve nos preços, a tendência é que o mercado sempre se estabilize. Isso significa preços altos se os juros estão altos e preços baixos se os juros estão mais baixos.

O que o corretor pode fazer?

A verdade é que não há muito que o corretor pode fazer quanto à estas taxas. A economia como um todo é um grande conjunto de engrenagens. Podemos dizer que cada setor da economia é uma dessas engrenagens. O corretor e o investidor são meros dentes das engrenagens. Ou seja, eles não têm força para parar ou alterar o ritmo do conjunto.

Mas isso não significa que o corretor não pode fazer nada quanto às consequências das variações das taxas de juros. Na verdade, se o corretor tem conhecimento que as taxas de juros vão aumentar ou reduzir ele pode agir para ter o maior retorno possível em ambos os casos.

Suponha, por exemplo, que você perceba um aumento nas taxas de juros e, com isso você percebe um recuo nas transações imobiliárias. Pode ser o momento de reduzir um pouco alguns gastos para que você sobreviva à essa pequena crise.

Mas como vários analistas falam o mercado imobiliário é feito de várias ondas. Isso significa que sempre tem uma tempestade e depois o tempo acalma. E é justamente quando as taxas mostrarem uma redução, e o mercado mostrar uma tendência de melhora que você deve investir antes dos competidores.

taxa de juros e o mercado imobiliário subir

Isso te colocará na frente dos seus principais concorrentes locais e será a chave para que você não só sobreviva à crise. Mas você também sairá dela mais forte ainda.

Agora é com você

O momento atual está cada vez mais positivo. A taxa Selic está baixa e existe uma expectativa de alguns bons meses na economia. Logo o mercado imobiliário está aquecido e deve permanecer desta maneira, principalmente se a taxa de desemprego também reduzir.

Este é, portanto, o melhor momento para investir em ações de marketing para que você consiga se consolidar no mercado. Um software que pode te ajudar neste processo é o ville Imob. Que conta com diversas ferramentas para uma imobiliária. Faça hoje mesmo um teste gratuito e veja como tudo funciona.

Posts relacionados