Saber os principais fatores que podem influenciar no preço do imóvel é um ponto muito importante para o profissional que faz o meio-campo entre compradores e proprietários. Nesse sentido, tornar-se um avaliador de imóveis é um caminho natural na vida do corretor.

Com essa habilidade, você consegue indicar aos donos qual deve ser mais ou menos o valor da unidade, ou seja, o mais compatível ao mercado. Ao mesmo tempo, tem bons argumentos para explicar o preço do imóvel aos interessados nele. Os clientes precisam enxergar justiça e transparência no decorrer da negociação.

Enfim, a proximidade entre as funções de corretagem e avaliação no mercado imobiliário dão margem para essa possibilidade, sim. No entanto, não adianta sair correndo para investir nessa empreitada. O ofício de avaliador de imóveis exige qualificações indispensáveis.

Se você gostou da ideia de trabalhar avaliando o valor de casas, apartamentos, imóveis comerciais e até fazendas, aproveite esse texto para descobrir como iniciar na função:

A função do avaliador de imóveis

Ao avaliador de imóveis, é dada a responsabilidade de periciar a estrutura do imóvel para ver se há condições de ele ser habitado, além, é claro, de verificar seu valor. Apesar disso, sua atuação não se resume apenas a viabilizar uma compra ou venda de imóveis residenciais ou comerciais disponíveis.

avaliador de imóveis função

Esse especialista também é essencial em questões de divisão de herança. A repartição de bens requer uma noção clara do valor de uma propriedade que integra o patrimônio em disputa.

Por onde começar para ser um avaliador de imóveis?

Assim como qualquer função, para ser um avaliador de imóveis é necessário adquirir habilidades técnicas específicas. O primeiro passo é estar devidamente cadastrado como corretor no CRECI. Além disso, é importante possuir o CNAI (Cadastro Nacional de Avaliadores de Imobiliários) que deve permitir a sua atuação na profissão.

Esse título, no entanto, só é conquistado após a conclusão de um curso superior em Gestão Imobiliária. O CRECI também dispõe de um curso próprio de especialização na área que te habilita à avaliação técnica de imóveis.

O que deve ser levado em conta na avaliação de imóveis

A avaliação do valor de mercado de um imóvel envolve uma série de detalhes. Além do calcular o valor com base no metro quadrado, o avaliador deve analisar o mercado como um todo. Isso inclui traçar comparações com residências vizinhas ou similares. Ainda devem ser considerada as possibilidades de uso da propriedade, suas características estruturais, os serviços que existem nas redondezas e a oferta de transporte público.

avaliador de imóveis o que analisar

Nada pode ser deixado de lado. Isso exige uma capacidade considerável do profissional em ponderar todas essas informações. Ao final do seu trabalho, deve ser gerado um laudo. Dada a riqueza de detalhes, ele pode ter entre oitenta e duzentas páginas com justificativas detalhadas sobre o preço indicado.

Quem pode ser um avaliador de imóveis

Um corretor de imóveis tem bom potencial para se tornar um avaliador de propriedades. Fora eles, apenas engenheiros se habilitariam. No entanto, ser do ramo imobiliário e estar diretamente envolvido com as evoluções do mercado imobiliário brasileiro contam a seu favor.

Essa condição dá ao corretor uma oportunidade para se colocar à frente dos demais, transformando-se em um profissional completo.

As vantagens do corretor ser também um avaliador de imóveis

Embora o trabalho de um avaliador de imóveis exige do profissional o máximo de cuidado com os detalhes, acumular essa função junto à de corretagem tem muitas vantagens. Nem é preciso mencionar que a primeira é a questão financeira, não é mesmo? Com cerca de duas propriedades por semana para calcular o valor, já é possível garantir um boa quantia.

avaliador de imóveis vantagens para o corretor

Mas o corretor que também é avaliador imobiliário pode ter muito a ganhar em conhecimento. Estar munido de informações estratégicas significa mais qualidade em suas vendas. Quando for vender imóveis para investidores, você pode usar seu conhecimento para mostrar como determinado imóvel pode ser valorizado a médio e longo prazo. Enfim, o cliente se sente bem mais seguro e confiante em fechar negócio com você.

Para conseguir oferecer o imóvel certo, é preciso transferir todos os dados técnicos da sua carteira de imóveis, bem como as informações dos clientes, para um CRM Imobiliário. Aí, a plataforma realiza um cruzamento de dados, encontrando a unidade ideal para o perfil de cada cliente. Ganha-se em tempo e qualidade!

Boas vendas (e avaliações)

Posts relacionados