No mercado imobiliário, que é altamente competitivo, você já pensou em fazer parcerias com outros corretores? A ideia é, para alguns, não muito intuitiva. Afinal de contas, muitos veem isso como uma parceria com seu concorrente. Bom, no artigo de hoje veremos que a parceria entre corretores de imóveis não é bem assim. Na verdade, as parcerias são ótimas maneiras de se fortalecer no mercado. Se quiser saber mais, basta continuar lendo o artigo.

Como funcionam as parcerias

Já falamos algumas vezes sobre as diversas parcerias que podem ser feitas no mercado imobiliário. Aliás, uma das características deste setor são as inúmeras parcerias possíveis. Um corretor pode, por exemplo, optar por fazer uma parceria mais comum com uma construtora ou incorporadora, por exemplo.

Outros corretores podem buscar por fotógrafos e editores de imagem especialistas e combinar uma parceria que seja benéfica para ambos. Mas existe até mesmo a possibilidade de fazer parcerias mais complexas e raras. Como é o caso de parcerias com arquitetos e decoradores.

Uma dica é sempre ter uma rede de contatos ampla, assim, mesmo que você não tenha parceiros de negócio fixos, você sempre poderá indicar o profissional que seu cliente busca. Ou seja, você sempre estará atendendo bem seu cliente.

parceria entre corretores de imóveis encontro

Mas, voltando às parcerias, existem diversas possibilidades e uma delas são as parcerias entre corretores. Que também tem inúmeras vantagens, assim como qualquer outra. O fator que leva dois corretores a se unirem são diversos. Mas, em geral, ambos estão buscando maneiras melhores de atender seus clientes. Vamos ver as principais vantagens deste tipo de parceria.

Maior carteira de imóveis

Esta é a primeira vantagem de fazer uma parceria com outro corretor de imóveis. Ao invés de contar apenas com os imóveis que você captou, agora é possível contar também com os imóveis captados pelo seu parceiro. Claro, isso significa que vocês terão que dividir a comissão, mas isso é normal em qualquer tipo de parceria.

Esta vantagem é especialmente importante porque um corretor autônomo não consegue captar dezenas de imóveis ou manter um portfólio com extremamente diversificado. Isso significa que as chances de que um cliente encontre o imóvel que busca será bem reduzida. A parceria possibilita que um corretor apresente mais opções para um cliente. O que aumenta as chances de sucesso em uma negociação.

E agora lembre-se, para cada cliente que você vende um imóvel, você aumenta suas chances de receber recomendações no futuro. E, um corretor que já está no mercado imobiliário sabe que uma das melhores maneiras de receber novos clientes é através das recomendações.

parceria entre corretores de imóveis fechado

Possibilidade de atuação em múltiplos mercados

É comum que corretores autônomos, principalmente nas cidades grandes, optem por trabalhar somente com um tipo de imóvel. Ele se torna o que chamamos de corretor de imóveis especialista. A escolha de se trabalhar desta maneira tem suas vantagens. Uma das principais facilidades é o networking.

Veja bem, cada imóvel captado e vendido estará vindo de um público que tem amigos e colegas de serviço com interesses potencialmente similares. Um casal que se juntou recentemente e comprou um imóvel provavelmente conhece outros recém-casados. Sejam aqueles amigos de infância, do colégio ou da faculdade.

Da mesma forma, um casal mais idoso que decide se mudar para um apartamento menor, agora que os filhos já cresceram e se mudaram. Este casal também conhecerá outros idosos que podem tomar a mesma decisão. Quem é o corretor que será indicado? O corretor que vendeu o imóvel para o casal de recém-casados ou para os idosos.

Este exemplo não foca tanto na parceria em si, mas é ótimo para explicar como é possível que um corretor decida trabalhar em um ramo específico do mercado imobiliário. Mas essa decisão também tem suas desvantagens. Um corretor que trabalha apenas com apartamentos pequenos e médios, por exemplo. Ele nunca terá um imóvel adequado para quem está em busca de casas ou apartamentos grandes.

parceria entre corretores de imóveis teamwork

Trabalhar com parceiros possibilita que este problema seja completamente resolvido. Mesmo que você não seja quem realiza a negociação, você consegue, pelo menos indicar ao cliente quem terá o imóvel que ele está em busca.

Tipos de parcerias mais comuns

Exemplificamos acima os casos em que os corretores trabalham em ramos diferentes do mercado imobiliário. Este é um dos tipos de parceria entre corretores de imóveis mais comuns, isso porque ambos não estarão competindo entre si. E, além disso, eles conseguem se fortalecer no mercado, pois os eles criam uma rede de recomendações interna que acaba sendo bem forte.

Um outro tipo possível de parceria ocorre nos casos em que os corretores atuam na mesma cidade, mas em regiões diferentes. Nestes casos, os corretores podem trabalhar com o mesmo tipo de imóveis (caso sejam corretores especialistas). Isso porque as recomendações agora não serão de acordo com o tipo de imóvel buscado, e sim com a localização do mesmo.

Se você não tem imóveis na sua carteira na região que o cliente busca, mas você sabe que seu parceiro tem, ótimo! Basta indicar o cliente ao seu parceiro esperar que a negociação seja positiva para todos. Em ambos os casos citados não é necessário se limitar à um único corretor parceiro. As parcerias podem ser múltiplas, com grupos de 3, 4 ou mais corretores.

parceria entre corretores de imóveis juntos

Como funciona a divisão da comissão

Este detalhe é único de cada tipo de parceria. Normalmente, as comissões são divididas em partes iguais. Mas não são raros os casos em que a comissão é maior para o corretor que captou o imóvel, ou para o corretor que vendeu o mesmo. No fim das contas, isso dependerá muito da maneira que vocês trabalham.

Suponha que você e seu corretor parceiro definam que quem captar o imóvel que venderá o mesmo. Assim todos os clientes serão direcionados ao corretor que captou o imóvel desejado, sendo ele o responsável por finalizar a negociação. Nestes casos, é possível que este seja o corretor que recebe mais por cada negociação concluída. Afinal de contas ele teve o trabalho de captar e vender o imóvel. O papel do outro foi de encaminhamento do cliente.

De uma maneira geral, tudo isso será definido no contrato, que deverá ser feito e estabelece os termos da parceria. Uma dica é: sempre trabalhe com um software de gestão imobiliária. Se você optar pelo ville Imob, por exemplo, você e seu parceiro poderão trabalhar com o mesmo software. Tendo usuários (login e senha) totalmente diferentes e independentes.

Outro benefício é o site imobiliário incluso na plataforma. Assim ficará muito mais fácil para ambos divulgarem seus imóveis. Sem contar o CRM Imobiliário e ferramentas de gestão com indicadores de rendimentos e outros números. Porque você não convida o seu parceiro imobiliário para fazer um teste grátis da plataforma?