Basicamente, existem dois perfis de profissionais. De um lado, está um profundo conhecedor de uma área específica e, do outro lado, um “pau pra toda obra”: mais generalista e versátil. No mercado imobiliário, é possível ser um corretor de imóveis especialista ou generalista. Eis a dúvida de muitos profissionais: qual caminho seguir?

Antes de mais nada, o importante é que você entenda qual o papel de cada um desses profissionais no mercado imobiliário. Aqui, vale ressaltar que a melhor decisão está diretamente ligar ao contexto atual e ao plano de carreira do profissional.

Em suma, não existe melhor ou pior escolha entre corretor de imóveis especialista ou generalista. Afinal de contas, os dois tipos de profissional têm espaço para construir uma carreira sólida.

Especialistas X Generalistas: visão do mercado

Segundo um estudo da Columbia Business School e da Tulane University, os profissionais especialistas sofrem mais no mercado, uma vez que recebem menos ofertas de emprego.

De acordo com a pesquisa, estudantes com MBA e que fizeram estágio na área de seu curso ganham 36% de bônus mais baixos, se comparados com colegas generalistas. Infelizmente, os especialistas viram um “commodity” do mercado, já que há muitas pessoas com foco exclusivo naquela área.

Por sua vez, os profissionais generalistas trazem um repertório mais amplo e eclético, ganhando mais apreço das empresas.

Mas toda a regra tem sua exceção. Esse estudo avaliou o mercado como um todo. Falando especificamente do mercado imobiliário, o raciocínio não é bem assim. Mais uma vez, há espaço para o corretor de imóveis especialista ou generalista.

Corretor de imóveis especialista: características

Os especialistas adquirem o máximo de conhecimento sobre determinados tipos de imóveis e oferecem as melhores informações e condições para seus potenciais clientes. Um exemplo é o corretor de imóveis que, basicamente, só trabalha com imóveis comerciais.

Outros, por exemplo, só atendem a clientes que buscam imóveis de luxo. Enfim, focam seus esforços para captar e vender apenas um tipo de imóvel.

Corretor de imóveis generalista: características

Não importa se é unidade de alto padrão, kitnet, imóvel de campo ou salas comerciais, o corretor generalista estará lá para fechar negócios. De modo geral, os generalistas não são muito chegados a rotina, eles topam qualquer desafio.

Corretor de imóveis especialista: riscos

Existe o risco de o corretor especialista atravessar um período de vacas magras. Por exemplo, um profissional que só trabalha com lançamento imobiliário teve problemas nos últimos anos, quando construtoras e incorporadoras colocaram um freio nas construções.

Por outro lado, sua estratégia pode compensar a longo prazo. Por se envolver em negociações mais específicas e, de acordo com sua expertise, tem mais chance de ser referência no mercado e fechar negócios mais valiosos.

Plataforma ERP ville Imob

Corretor de imóveis generalista: riscos

Por ter um perfil mais aberto, pode se sujeitar a riscos. Isso pode acontecer, por exemplo, quando quiser vender um imóvel de um bairro que não conhece e se enganar quanto ao preço que vai oferecer – muito abaixo ou acima do que realmente vale.

Mesmo não entendendo especificamente sobre determinada negociação, é importante que o corretor generalista pesquise bastante para não parecer completamente raso sobre o mercado imobiliário e ser confundido com um profissional desleixado.

Corretor de imóveis especialista ou generalista: a escolha é sua

Como falamos acima, a escolha depende da situação, plano de carreira e características de cada profissional. Agora, existem pontos em comum nessa escolha. O primeiro deles é que, para ter sucesso, é preciso arregaçar as mangas diariamente.

Também não há mais espaço para profissionais que não marcam presença na internet. Nesse sentido, se você é corretor de imóveis especialista ou generalista, vale a pena investir em um site imobiliário. Isso sem falar em contar com ferramentas de integração social e de portais para divulgar seus anúncios para o maior número de pessoas possível.

Agora, uma dica: se trabalha em grandes centros urbanos, dedique-se a ser um especialista. Isso porque há mais espaço para esse tipo de profissional, uma vez que há mais oferta e demanda para qualquer tipo de negócio. Se estiver envolvido com mercados menores, o corretor precisa ser generalista, já que investir em um único tipo de negócio pode não garantir uma boa renda no final.

Independe da sua escolha, boas vendas e muito sucesso!

 

Posts relacionados