O Google Analytics para sites imobiliários é, sem dúvida nenhuma, uma das ferramentas mais importantes para que suas estratégias possam caminhar pelos caminhos certos.

Afinal, mesmo que você tenha elaborado a melhor versão de todos os tempos de alguma ação de marketing imobiliário na área digital, sem análise e dados você não saberá se está ou não dando certo.

E o Google, claro, sempre acaba dando uma ajudinha básica para quem não abre mão de realizar trabalhos completos e profissionais.

O Analytics é só mais uma plataforma gratuita que fará com que você mude a visão do que acontece ou não com o seu site imobiliário.

E para te ajudar a entender melhor tudo isso, acompanhe o texto de hoje.

Google Analytics para sites imobiliários

Google Analytics para sites imobiliários – O que esta ferramenta faz e como ela pode ajudar?

O Google Analytics para sites imobiliários é uma ferramenta chave para ajudar a analisar e entender dados do que acontece no seu site.

Cada usuário que acessa o site da sua imobiliária, é captado pelo Google Analytics que, por sua vez, transforma tudo isso em um relatório.

É basicamente uma foram de “seguir” o usuário que acabou de chegar, sem que ele perceba ou seja incomodado. Isso pode parecer curioso em um primeiro momento.

Afinal, “seguir” os rastros de um usuário pode soar negativo. Mas, não é. Tudo é feito com segurança, cautela e sempre preservando os dados de quem acessou o site em questão – O anonimato é um dos princípios.

O que o Google Analytics faz, não é “invadir” o acesso que uma pessoa está fazendo naquele momento. Mas sim, acompanhar e registrar.

Ou seja, você poderá saber quais páginas o usuário acessou, para onde ele foi depois, onde ele clicou, por onde ele veio e por qual página ele saiu.

Tudo de forma anônima – o Google não capta as credenciais do usuário. Pra o Google, é apenas um usuário e um número estatístico. Mas para você, dono do site imobiliário, não.

Você não pode enxergar o usuário que navega no seu site, como meramente um usuário e um número, da forma que o Google Analytics apresenta no relatório.

Ficará como sua responsabilidade transformar todos estes dados em ações humanas. Afinal, são pessoas que navegam pelo site. Cada número que aparece em algum relatório é, na verdade, um comportamento do consumidor.

Mas, e como você poderá fazer uma melhor análise do que está acontecendo ou o que aconteceu nos últimos dias em seu portal, site ou blog imobiliário? É sobre isso que iremos tratar a seguir.

Portanto, continue lendo para aprofundar seu estudo.

Qual é o significado dos principais termos de análise do Google Analytics?

Conforme entendemos anteriormente, o Google Analytics para sites imobiliários é, na verdade, uma forma de capturar dados de maneira crua.

Estes dados precisarão passar por uma análise interpretativa para que, depois, você possa tomar decisões e ter um norte verdadeiro para as ações de marketing que você vier a adotar.

Mas, como transformar os simples números, em dados que representem alguma coisa factual? O primeiro passo, claro, é entender o que cada número representa.

Afinal, o primeiro acesso ao Google Analytics pode ser um tanto quanto frustrante e emocionante ao mesmo tempo.

Frustrante, pois você verá muitos dados e não entenderá metade deles. E emocionante, pois você terá muitos dados a sua disposição para analisar, detalhar e chegar a conclusões que farão toda diferença no médio e longo prazo.

E para te ajudar com isso, preparamos uma lista com algumas das principais métricas que o Google Analytics oferece para você acompanhar seu site imobiliário.

Vale lembrar que existem dezenas e até centenas de formas de casar, ler e analisar os dados da plataforma. Mas, tudo parte de um princípio básico. E este princípio, se resume nos tópicos abaixo. Veja:

  • Usuários;
  • Sessões;
  • Visualizações de página;
  • Duração média da sessão;
  • Taxa de rejeição;
  • Aquisição;
  • Fluxo de comportamentos;

Vamos explicar cada um dos pontos a partir de agora. Assim, você poderá entender eles de maneira individual e um pouco mais aprofundada. Vamos lá?

Google Analytics para sites imobiliários

Usuários

O primeiro dado que você poderá entender lá no Google Analytics, é o seguinte: usuários.

E talvez este seja o mais fácil de todos. Afinal, trata-se do número de usuários que iniciaram pelo menos uma ação no seu site imobiliário.

E esta primeira ação, pode ser caracterizada como o simples fato de ter acessado uma página. Ou seja, o número de usuários que minimamente entrou no seu site.

Porém, é preciso olhar para este dado com cautela. Afinal, ele não necessariamente representa o número total de pessoas únicas que acessaram o site da sua imobiliária.

E isto acontece por um motivo simples: se o acesso ocorreu, mas a pessoa não interagiu e ficou muito tempo inativa na página (30 minutos de inatividade), o Google não entende isso como um usuário. Mas sim, como uma rejeição.

Não se preocupe. Falaremos sobre a rejeição mais adiante.

E dentro dos dados de usuário, você ainda tem uma divisão: usuários novos e usuários que retornam. O Google Analytics consegue entender se um usuário nunca chegou no seu site, ou se ele é um usuário recorrente, que sempre acessa suas páginas para consulta.

Interessante entender isso, não é mesmo?

Sessões

Depois de entender os usuários, precisamos entender as sessões.

Estas, por sua vez, representam o número de ações que ocorreram dentro do site. Ou seja, uma sessão nada mais é do que qualquer movimento que o usuário faça dentro do website.

Acessar a página, é uma sessão. Ir para outra página, é outra sessão. Comprar um produto, é mais uma. E por aí vai.

As sessões estão associadas ao período de tempo que um usuário permanece interagindo com o site.

Logo, quando o Google Analytics detecta uma sessão com uma inatividade de mais de 30 minutos, ele não entenderá isso como uma sessão. Mas sim, como uma rejeição.

Google Analytics para sites imobiliários

Visualizações de página

Outro dado muito relevante que o Google Analytics para sites imobiliários nos oferece, é a contagem da visualização de páginas.

Este é um número que muitas vezes será o maior do relatório do seu site. Afinal, aqui a ferramenta considera absolutamente todos os acessos das páginas. Inclusive, os acessos repetidos do mesmo usuário.

Para ficar mais claro, vamos exemplificar:

  1. Imagine que um usuário acabou de chegar no site, através de um artigo do seu blog imobiliário que está no Google. Temos, então, a primeira página visualizada.
  2. Agora, vamos supor que o usuário clique em um link interno deste artigo e vá para outro artigo. Temos, então, a segunda página visualizada.
  3. E, depois de ler os dois artigos, este mesmo usuário vai para a home do site procurar o contato da sua imobiliária, teremos a terceira visualização de página.
  4. E por fim, ele clica na aba “contato”, gerando a quarta visualização de página.

Ou seja, um único usuário, neste exemplo, gerou quatro visualizações de página. Muito simples, não é mesmo? Esta é uma ótima maneira de entender melhor os movimentos que um usuário faz.

Duração média da sessão

A duração média da sessão diz respeito ao tempo que cada usuário permanece, em média, dentro do site da sua imobiliária.

Aqui, o Google Analytics faz a medição do tempo de cada usuário, soma tudo e depois divide pelo número de usuários que trafegaram pelas páginas. O resultado, é a duração média da sessão.

É interessante entender esta dado, pois ele ajuda a compreender o comportamento do usuário de muitas maneiras.

Por exemplo, imagine que você tenha um vídeo de vendas de 5 minutos em uma página específica. Agora, imagine que o tempo médio da sessão desta página, seja de 1 minuto.

Este é um insight poderoso para entendermos que talvez precisamos de ações para reter mais a audiência na página.

Google Analytics para sites imobiliários

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição que o Google Analytics nos apresenta, funciona da seguinte forma: toda vez que um usuário acessa uma página e fica por mais de 30 minutos sem atividade (usuário inativo), o Google entende como uma rejeição.

Este número aparecerá em porcentagem no seu painel do Analytics, pois ele estima este dado com base nas sessões geradas.

Além disso, há ainda outros motivos para a taxa de rejeição aumentar. Por exemplo, se uma sessão em uma página não tiver nenhuma interação, o Google entenderá como uma rejeição.

Ou, se o usuário quem vem do Google entrar em uma página, ficar por poucos segundos e sair pela mesma página, o Google também vai entender como uma rejeição.

Aquisição

Os dados de aquisição, dizem respeito a forma como os usuários chegam no site da sua imobiliária. Ou seja, você poderá saber qual é a principal porta de entrada de um usuário no site.

Na página de aquisições, você poderá entender se a principal porta de entrada para o site é o posicionamento orgânico, as redes sociais, os anúncios pagos ou mesmo os links em outros sites que apontam para o seu site.

Fluxo de comportamentos

Na aba de fluxo de comportamentos, você poderá entender melhor o comportamento do consumidor (usuário), dentro das páginas.

Você verá por onde um usuário chega, para onde ele vai e por onde ele sai. Esta é uma maneira desenhada (literalmente) de enxergar uma trajetória completa de ações.

Google Analytics para sites imobiliários

Por que o Google Analytics é muito importante em uma estratégia de marketing imobiliário?

A resposta para esta pergunta é um tanto quanto simples: sem dados, você não sabe se algo está ou não dando certo.

E o Google Analytics para sites imobiliários é, sem dúvida nenhuma, uma das melhores maneiras de conseguir interpretar o que está ou não acontecendo dentro do seu site imobiliário. Com o Google Analytics instalado, você poderá fazer o seguinte:

  • Coleta e análise de dados;
  • Auxílio para tomadas de decisões;
  • Mensuração de campanhas em outras mídias (Google Ads ou Facebook Ads);
  • Comparações históricas para acompanhamento de crescimento;
  • Monitoramento em tempo real;

Coleta e análise de dados

Coletar e analisar dados é o fundamento número um do Google Analytics. Afinal, você terá um mar de informações a sua disposição para ler, interpretar, analisar e decifrar tudo que acontece dentro do seu site.

Esta é uma maneira incrível de não só quantificar, mas também, qualificar um número. Afinal, um número é apenas um número. Mas tudo muda a partir do momento que este número passa a representar algo e, principalmente, alguém.

Auxílio para tomadas de decisões

Depois que você coletou, interpretou e analisou os dados, é hora de transformar isto em qualidade. E esta qualidade, poderá significar um norte verdadeiro para as tomadas de decisão.

Para entender, basta voltarmos ao exemplo anterior, em que um usuário passa no máximo 1 minuto em uma página que tem um vídeo de 5 minutos.

Está claro que você precisa entender o motivo de o usuário não assistir o vídeo na página. Logo, este é um norte verdadeiro: informação de qualidade.

Mensuração de campanhas em outras mídias (Google Ads ou Facebook Ads)

O Google Analytics para sites imobiliários é ótimo não só para cuidar dos dados do site em si. Mas também, de ações externas que você realiza em conjunto com o site.

Ou seja, se você cria campanhas de Facebook Ads para sua imobiliária, ou de Google Ads, poderá entender todas as ações que nascem a partir das campanhas.

Você pode isolar dados e analisar somente o tráfego pago. Além de que poderá, ainda, entender o comportamento de um usuário que chega através de seus anúncios: onde ele clica? ele converte? quanto tempo ele fica no site?

Comparações históricas para acompanhamento de crescimento

E por fim, você ainda poderá usar os dados do Analytics, como uma base para entender se a sua imobiliária está ou não crescendo.

É claro que existem outras formas de chegar a esta conclusão. Porém, o Google Analytics pode ser uma excelente ferramenta para entender a força do site nas estratégias que você coloca em prática ao longo dos anos.

Agora que já entendemos os princípios básicos do Google Analytics, é hora de partir para a prática. Conte com a Ville Imob para ajudar sua imobiliária a crescer, com ferramentas e sistemas exclusivos e dedicados para suas necessidades.

Boas vendas!

estrategias digitais para venda de imoveis