Você sabe como fazer uma boa avaliação de imóvel? Sabe quais são todos os pontos que precisam ser levados em conta para que a avaliação seja a melhor possível? Não? Então não deixe de acompanhar o nosso guia de hoje! Pois nele vamos lhe apresentar tudo o que você precisa saber para caprichar na sua avaliação de imóvel.

Afinal, a gente sabe que pode ser um tanto complexo pensar em um valor para o mesmo. A gente precisa ter em mente muito atributos, para que a escolha seja a mais coerente possível. E cada detalhe pode impactar expressivamente na avaliação. Por isso, pensar em tudo que envolve a qualidade do imóvel, é o viável.

E, para te ajudar, elaboramos uma lista com 6 dicas importantes para você usar como roteiro na hora de avaliar um imóvel. Assim, já saberá o que deve ser observado na hora de concluir a sua análise. Para saber mais sobre este assunto, acompanhe este artigo até o fim.

6 formas para realizar uma boa avaliação de imóvel

Abaixo listamos 6 pontos muito importantes que você precisa levar em consideração na hora de fazer uma boa avaliação de imóvel. Entretanto, lembre-se que além destas considerações, você pode também se atentar para outros fatores que possam estar envolvido de uma maneira mais singular com o imóvel em questão.

Por exemplo, se você quiser vender/ alugar um imóvel que esteja dentro de um condomínio fechado, é claro que você deverá levar em conta este fator. Do mesmo modo, se a casa for mais jovem que as demais, isso também deve ser considerado. Isto é, além de tudo que citamos abaixo, muitos outros pontos poderão ser pensados.

Contudo, acompanhe a nossa lista e invista nas possibilidades abaixo. Certamente servirão como um ótimo roteiro na hora de elaborar a avaliação do imóvel em questão.

boa avaliação de imóvel

1- Conheça a região em que o imóvel está localizado

O primeiro passo para fazer uma boa avaliação de imóvel é pensar na localização do mesmo. Mas, para isso, você deverá visitar o local e fazer uma análise bem aprofundada de tudo que vem acontecendo por ali. Assim, poderá levar em consideração:

  • Escolas perto: Se a casa for grande o suficiente para comportar uma família, é muito importante que você observe se há escolas perto. E se houver mais de uma opção, melhor ainda. Quanto mais alternativas você consegue mostrar para o cliente, maiores serão as qualidades do imóvel.
  • Hospital e farmácia: Quando o assunto é saúde, as pessoas também costumam levar em consideração na hora de comprar um imóvel. Por isso, você deve avaliar esta situação com relação ao empreendimento que você está oferecendo.
  • Lazer e diversão: As pessoas também procuram por uma localização que represente uma boa opção de lazer e diversão. Desse modo, este fator também deve entrar em sua análise.

Entretanto, além dessas considerações, você deverá, do mesmo modo, avaliar a segurança do local. Quais são os atributos do bairro? A vizinhança costuma apresentar algum tipo de conflito? Há estabelecimentos comerciais grandes perto do imóvel? A rua é mais tranquila ou mais agitada? Todos estes pontos são cruciais na hora de estipular o valor do imóvel.

2- Analise toda a estrutura e a necessidade de reformas

Em segundo lugar, você deverá analisar toda a estrutura e a necessidade de reformas que o imóvel apresenta. Afinal, a gente sabe que o novo morador pode sim querer reformar algumas partes do novo lar, porém, isso não deve ser uma necessidade urgente.

Isto é, se houver a necessidade de reforma, sem a escolha do cliente (ou seja, ele necessariamente terá que fazer reparos na casa), é claro que a mesma terá uma valorização mais baixa. Entretanto, se o imóvel recebeu uma atenção recente, que restaurou qualquer tipo de dano, o mesmo deverá ser mais valorizado.

Desse modo, visite o imóvel e observe cada parte do mesmo. Os cantos, as paredes, o teto, os pisos… Tudo! Tudo precisa ser observado com bastante cautela, para que nada passe desapercebido. Pois um rachado na parede pode falar muito sobre a estrutura como um todo, e isso pode ser crucial na hora de estipular o valor do imóvel.

Portanto, atenção! Esta é mais uma das “regras” de uma boa avaliação de imóvel: a atenção aos meros detalhes.

boa avaliação de imóvel

3- Atente-se para os revestimentos e acabamentos

E por falar em detalhes, não podemos deixar de lado os cuidados que devem ser tomados com os revestimentos e acabamentos, não é? Eles possuem o poder de valorizar muito, qualquer imóvel. Afinal, além de serem decorativos, eles são responsáveis por promover uma estrutura mais firme e protegida, em diversos tipos de situações.

Desse modo, você não deve apenas considerar se o imóvel apresenta revestimentos ou não. Mas sim, deve se atentar para a qualidade dos mesmos.

Que tipo de acabamento faz parte da cozinha da casa? Qual é o efeito decorativo do mesmo? Qual é o efeito de proteção que este tipo de acabamento gera para o ambiente em questão?

Estes questionamentos precisam ser respondidos com muito cuidado, pois um tipo de azulejo pode ser muito mais valorizado que outro. E, caso você não tenha uma visão apurada neste sentido, poderá estar perdendo a chance de viabilizar uma compra um pouco mais valorizada.

Novamente, repetimos: a atenção aos detalhes é essencial para que tudo seja observado da melhor maneira. Para que, desse modo, nada de importante seja deixado de lado.

4- A garagem também pode agregar valor

A gente sabe que, nos dias atuais, o carro deixou de ser um artigo de luxo e transformou-se em uma verdadeira necessidade para praticamente qualquer família. Especialmente aquelas que vivem em cidade grande.

Pois tudo que precisamos fazer pode estar longe do nosso lar, não é mesmo? E é aí que a gente recorre a outras cidades, bairros, ruas… E para isso, precisamos de um veículo que nos leve até lá.

Mas, além de termos um bom veículo que promova conforto e praticidade para a nossa família, nós também devemos pensar em outro fator igualmente importante: como é que iremos cuidar do nosso carro, enquanto não estiver em uso? Isso mesmo! Com o uso de uma garagem.

Portanto, a gente sabe que a garagem pode agregar muito valor ao imóvel. Para sermos mais precisos, uma garagem pode aumentar até 30% o valor de um imóvel! O que parece ser bastante, não é mesmo?

Mas não deixa de ser algo extremamente justo. Este valor irá contemplar uma necessidade muito importante de qualquer família.

E isso pode potencialmente ser ainda maior se você estiver avaliando um imóvel com mais de uma vaga na garagem. Pois assim, será possível comportar uma família ainda maior e com mais veículos. Logo, o empreendimento apresentará muito mais valor que aquele que não disponibiliza este tipo de conforto.

boa avaliação de imóvel

5- Considere a urgência do negócio

Outro ponto igualmente importante é a urgência do negócio em si. Afinal, quanto antes um proprietário quer vender um imóvel, maiores serão as chances de ele fechar um negócio, se o imóvel tiver um valor mais baixo, certo?

Por isso, você deve conversar abertamente com o proprietário, para que fique bem claro qual é o tempo necessário para que a venda seja efetivada. Lembre-se que quanto menor for o prazo de venda, menor será o preço do imóvel.

Mas, para que isso seja dito de uma maneira interessante para o seu cliente, você deverá apontar todos os pontos com relação a isso. Afinal, é muito mais fácil você encontrar alguém que pague um milhão de reais em um imóvel, em 12 meses, do que encontrar alguém que pague este mesmo valor em 6 meses, não é?

Seja sincero com o proprietário e apresente uma probabilidade de venda rápida para cada valor que for estipulado. Assim ele poderá, junto com você, pensar em uma data de venda mais interessante, além de levar em consideração um valor que seja verdadeiramente positivo para o mesmo.

6- Observe a valorização dos imóveis locais

Por fim, procure sempre observar qual é a valorização dos imóveis locais, na região em questão. Mas, o que isso quer dizer? Bem, você deverá fazer uma pesquisa, sobre o valor dos mesmos, em um período específico, até os dias de hoje. Se houve uma grande valorização, você deverá considerar isso na hora de estipular o valor de um imóvel.

Afinal, a gente sabe que o valor está envolvido não somente com a construção e o terreno em si. Mas sim, com tudo que há em volta. E, em volta, nos deparamos com vizinhos, estabelecimentos e afins. Mas, mais do que isso, nos deparamos também com outros imóveis residenciais.

Saber qual é o índice de valorização de cada um destes imóveis é um bom caminho a ser seguido. Até porque, dessa maneira, você também poderá ter uma projeção de qual será a valorização do imóvel que está sendo avaliado. Assim, poderá usar estas estatísticas como um bom critério de compra para o seu cliente.

Visto que você estará oferecendo para ele um imóvel de qualidade, em um ponto interessante e que, acima de tudo, apresenta um grande potencial de valorização em médio e longo prazo. Ou seja, caso o seu potencial cliente deseje vender o imóvel um dia, ele poderá ainda por cima sair “ganhando” determinado lucro.

O que, de certo modo, pode ser visto como um ponto muito positivo por muita gente. Especialmente por aqueles que desejam investir neste tipo de negócio para, justamente, no futuro revender o empreendimento em questão e, dessa maneira, lucrar com este tipo de venda.

boa avaliação de imóvel

Realizar uma boa avaliação de imóvel requer paciência

Os seis pontos que elencamos acima já puderam lhe dar uma luz sobre tudo que precisa ser observado na hora de fazer uma boa avaliação de imóvel. Porém, podemos lhe dar uma dica extra que é igualmente importante: você deverá ter muita paciência para que tudo seja feito da melhor maneira.

Afinal, como mencionamos, você deverá estar muito atento a cada detalhe do imóvel. E, por conta disso, não poderá cair na “besteira” de fazer tudo de um modo apressado, apenas para conquistar o seu cliente que pretende vender o imóvel.

A avaliação é algo extremamente sério e, de certo modo, um dos principais pontos da venda de imóveis. Visto que a escolha do valor do imóvel pode estar diretamente atrelada com o poder de vendê-lo de uma forma mais rápida ou mais demorada. Por isso, não meça esforços na hora de observar cada detalhe.

Da mesma forma, dê um prazo para o seu cliente. Diga que você precisa estudar tudo que envolve a qualidade do imóvel, para que seja efetivada uma avaliação verdadeiramente positiva. E assim, aumente as chances de venda.

Você não precisa avaliar em um dia, e tampouco dar uma resposta no mesmo instante que você pisar no imóvel. Lembre-se que uma boa avaliação de imóvel requer muito estudo e, até mesmo, “comparação” com o mercado. E toda essa análise pode requisitar tempo e paciência. Explique isso ao proprietário!

boa avaliação de imóvel

Como anda a gestão da sua imobiliária?

Para encerrar este guia, nós temos uma pergunta muito importante para fazer para você: como anda a gestão da sua imobiliária?

Pois sim, a gente sabe que você quer fazer uma boa avaliação de imóvel. Mas, como está a gestão do seu negócio como um todo? Você tem acompanhado as avaliações? Possui uma documentação organizada quanto a isso? Ou você nem apresenta critérios mais padronizados para a avaliação?

Lembre-se que o planejamento e a organização são cruciais para garantir um bom caminho para o seu negócio. Por isso, utilizar ferramentas de gestão para imobiliária pode ser uma via de escape que manterá tudo mais tranquilo e no lugar. E assim, até mesmo as avaliações serão facilitadas, devido o processo de otimização de tempo, por exemplo.

Para saber mais sobre as ferramentas para imobiliárias, clique aqui. Nós da Ville Imob estamos à sua disposição para te ajudar a elevar o sucesso da sua imobiliária. Conte com a gente e boas vendas!