A permuta imobiliária é uma saída muito interessante para facilitar uma negociação imobiliária. Ela também se torna uma opção em momentos de crise, quando a venda de uma casa ou apartamento pode parecer um desafio impossível de alcançar.

Por esses motivos, o corretor imobiliário precisa estar a par de todos os detalhes dessa transação. Como o próprio nome já indica, a permuta imobiliária é feita por meio da troca de bens ao mesmo tempo entre as partes.

É possível realizar essa modalidade de negócio com casas, apartamentos, terrenos ou imóveis comerciais. No entanto, eles não precisam ter valores equivalentes, já que a parte que fornece o imóvel de menor valor pode realizar a compensação bancária.

Apesar de parecer bem simples, essa opção de pagamento de imóveis estabelece algumas regras e exige alguns cuidados para que tudo dê certo. Como corretor de imóveis, você tem a obrigação de conhecer as regras do jogo para intermediar a negociação da melhor maneira possível.

As condições da permuta imobiliária

Existe segurança jurídica plena para a realização da permuta imobiliária. Por isso, não é preciso ficar preocupado com seu reconhecimento legal. O importante é haver um acordo prévio e claramente estabelecidos entre os envolvidos.

permuta imobiliária condições

A princípio, o valor dos imóveis a serem negociados precisam ser avaliados pelos compradores. Eles ficam responsáveis por isso. A intenção de se facilitar a aquisição de uma residência com outra não pode ser prejudicada.

Como dever ser o contrato de permuta imobiliária?

Como toda negociação, o contrato requer um cuidado à parte. Afinal, negociações desse tipo precisam ser feitas através de escritura pública. Responsabilidade pelos tributos e data de entrega dos imóveis também devem estar devidamente documentados.

Há também as precauções padrão de qualquer tipo de contrato imobiliário, como o custo da escritura, que gira entre 4% e 6% do valor do bem adquirido, e o valor da torna. Você sabe o que é torna?

Regras para efeitos do Imposto de Renda (IR)

Quando a permuta imobiliária é realizada com imóveis que não têm valores equivalentes, existe a chamada torna. Trata-se daquele valor que deve ser pago por quem oferece a unidade de menor valor. Essa quantia também é importante porque interfere no pagamento do IR (Imposto de Renda).

permuta imobiliária imposto de renda

Nos casos em que não há torna, a Receita Federal entende que o valor do imóvel permanece igual, conforme declarado pelo antigo proprietário. Por isso, a permuta imobiliária fica isenta de IR. Em casos em que há torna, o IR é pago por quem a recebeu.

Vale mencionar que todos os redutores de Imposta de Renda de ganho de capital sobre o imóvel ainda são aplicáveis. E o valor do ganho de capital é proporcional ao volume da torna.

Outras vantagens que existem na permuta imobiliária

A permuta imobiliária tem inúmeras vantagens. Por exemplo, fica dispensada a necessidade de se tomar algum crédito. O processo burocrático dessa transação também é bem menor, resumindo-se ao acordo firmado para a troca dos bens.

No final das contas, as partes envolvidas devem acabar com algum imóvel que pode lhe render investimentos futuramente. Pontos positivos que se somam à falta de necessidade do uso de dinheiro.

E quem paga a comissão do corretor?

Considerando que a permuta imobiliária é praticamente uma venda dupla e que o trabalho também é maior, isso pode se refletir na comissão do corretor de imóveis. Existe a questão da negociação dos valores dos imóveis, as condições da permuta e a necessidade de visitas aos imóveis envolvidos. Tudo isso justifica uma comissão maior que pode vir das duas partes.

permuta imobiliária comissão

Uma ótima oportunidade para você, não? Mas para propor esse tipo de negociação aos clientes, é preciso ter uma ótima relação e conhecê-los muito bem. Surge, então, a necessidade de contar com um ótimo CRM Imobiliário. Nele, você registra todas as informações de seus clientes e da sua carteira de imóveis. E o melhor: pode consultá-las quando e onde quiser.

Agora que você está ciente de todas as informações, tem todas as chances de prestar um atendimento mais seguro e de qualidade. E quando você oferece mais alternativas para um comprador, você também ganha mais chances de se tornar a primeira alternativa dele. Então, aproveite!

Posts relacionados