Um dormitório, banheiro, cozinha e sala. Tudo isso bem compactado em uma área de apenas 20 a 40 metros quadrados. Assim como a varanda gourmet, os micro apartamentos estão se tornando uma tendência no mercado imobiliário nas grandes metrópoles brasileiras e mundiais.

Os imóveis compactos atendem, principalmente, a um público cada vez mais crescente: as pessoas que moram sozinhas. De estudantes universitários, passando por viúvas e divorciadas, até chegar aos solteiros que saem mais cedo da casa dos pais, o número de apartamentos ocupados por uma pessoa cresceu muito em 30 anos.

Na década de 1980, segundo dados do IBGE, apenas 5,8% das residências brasileiros tinham apenas um morador. Hoje, passadas mais de três décadas, 33% dos habitantes da capital moram sozinhos. Como falamos acima, trata-se de um fenômeno mundial. Para se ter uma ideia, o último censo realizado em Nova York indica que quase metade (46%) da população mora sozinha.

Diante desse contexto, as construtoras perceberam que o investimento em micro apartamentos compensava. Para torná-los mais atrativos e espaçosos, apostam em inovações e nas novas tecnologias. Com as TVs cada vez mais finas e sofás que viram cama, por exemplo, é possível transformar a sala em quarto e vice-versa em questões de minutos.

Na hora de lavar a roupa, como não há espaço para tanques e grandes máquinas de lavar, a alternativa encontrada pelos novos empreendimentos foi de oferecer uma lavanderia na área comum do prédio. Outro atrativo é a disponibilização de Wi-Fi gratuito pelo condomínio.

Pegando como exemplo São Paulo, a maior metrópole do país, de acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), das 31.679 unidades lançadas na capital paulista em 2014, 10.647 (34%) eram de um dormitório. Quanto às vendas, foram comercializados pouco mais de 6 mil imóveis compactos.

 imob-v30-728x90-post

Por que as pessoas se interessam por imóveis compactos

Há um bom tempo, era inimaginável pensar que as pessoas se acostumariam morar em espaços bem pequenos. Acontece que a sociedade mudou bastante de costumes e hábitos. Para citar alguns exemplos, as mulheres passaram a ocupar o mercado de trabalho e as famílias são menores.

Outro ponto comum nas grandes cidades, é a reclamação frequente da população sobre o trânsito caótico. Entre o trajeto do trabalho até a casa, é possível gastar até duas horas no caminho.

decoracao-apartamento-micro-referans-blog-00

Imagem do site Isaloni Bom Tempo

Como hoje em dia, as pessoas passam mais tempo no trabalho do que em casa, elas começaram a priorizar a qualidade de vida. Então, faz todo sentido procurar apartamentos, mesmo que com um dormitório, mais próximos do emprego do que imóveis espaçosos e luxuosos, mas afastados do centro. Para as mulheres que também trabalham fora e ainda cuidam da casa, os micro apartamentos diminuem o esforço nas tarefas domésticas.

Montmartre-Apartment-02-750x499

Imagem do Site Isaloni Bom Tempo

Ao comentar todas essas características e vantagens dos imóveis de um dormitório, o corretor de imóveis consegue surfar nessa tendência e fechar ótimos negócios.

Se você não trabalha ainda com esse tipo de Imóvel é uma otima oportunidade para pode captá-lo garantir sucesso exibindo esse imóveis em um site Imobiliário e gerenciados em uma plataforma imobiliária como o ville Imob.

Aproveite as dicas! Boas Vendas.

Posts relacionados

Compartilhe: