Pois é! Para ser o melhor corretor de imóveis possível, não basta ter sensibilidade aguçada para identificar a necessidade do cliente, poder de persuasão para fechar a compra e um bom catálogo de imóveis para ter sempre as melhores opções. Um bom corretor de imóveis também é aquele que está munido de informações relevantes aos clientes. Isso inclui passar dicas de financiamento imobiliário.

Mais do que fazer a intermediação de uma compra, o profissional precisa ser um consultor imobiliário. Orientar o seu cliente em questões delicadas que podem até inviabilizar sua venda é uma dessas tarefas. Por exemplo, se o comprador encontrar algum impedimento para conseguir um financiamento, todo tempo gasto nas negociações acaba sendo perdido.

Então, que tal dar uma ajuda a ele? Neste caso, acompanhe algumas dicas de financiamento imobiliário que você, corretor, pode usar para ajudar seus clientes.

Crédito aprovado antes de escolher o imóvel

Procure sondar, com antecedência, qual a situação financeira do seu cliente. Conseguir o financiamento antes de começar a escolher o imóvel pode permitir que esse processo seja feito sem maiores preocupações. Já pensou se você ajuda o cliente a encontrar a residência perfeita e, enquanto ele está buscando um financiamento, aparece outro interessado pronto para pagar?

dicas de financiamento imobiliário prazo e taxas

Por precaução, o corretor pode avisar, logo no primeiro atendimento, seu cliente das vantagens de conseguir crédito pré-aprovado. Com validade de 90 dias, o cliente tem tempo suficiente para pensar e encontrar o imóvel dos sonhos.

Funcionários públicos têm condições especiais

Uma das formas de entender a situação financeira de seu comprador é saber qual a profissão dele. Isso porque os bancos oferecem taxas e prazos especiais para quem é servidor público. Mas quem trabalha no setor privado também tem suas possibilidades, como utilizar o FGTS.

Aliás, o banco também vai querer saber com que o comprador trabalha: deixe-o ciente disso, para que ele se prepare para o que der e vier. Enfim, é fundamental você registrar as principais informações de seus clientes em um CRM Imobiliário. Assim, fica mais fácil de passar as melhores dicas de financiamento imobiliário para eles.

A renda mensal não pode ser comprometida

O seu cliente está procurando imóvel há muito tempo? Tal pergunta pode te ajudar a saber se o possível comprador também está se planejando financeiramente para não ter surpresas durante o tempo em que estiver quitando as parcelas. Afinal, as prestações não podem comprometer mais que 30% de sua renda mensal.

Diante disso, o corretor pode sugerir ao cliente que complemente seus vencimentos com a renda de outra pessoa. É importante levantar todos os cenários possíveis, inclusive o mais pessimista, como perder o emprego nesse período.

Por isso, mais uma das dicas de financiamento imobiliário é ter uma reserva financeira de 50% do valor do imóvel. E, para melhorar a situação, não é bom deixar esse dinheiro parado na poupança. Incentive seu cliente a procurar uma aplicação que tenha rendimentos maiores que a taxa de inflação.

Plataforma ERP ville Imob

Atenção às despesas adicionais

Nem só do valor da casa ou apartamento é feito o valor do financiamento. Seu cliente precisa saber que há outros custos com que se preocupar. Algumas taxas envolvidas numa transação imobiliária são: ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), gastos com o cartório para registro da documentação, seguros de vida e imóvel, entre outros.

dicas de financiamento imobiliário

Enfim, vale sempre reforçar essas despesas adicionais para que seu cliente não fique endividado durante o pagamento das parcelas.

De olho no prazo e nas taxas

As dicas de financiamento imobiliário não param por aí. Aqui, é muito importante o corretor fazer um alerta ao cliente sobre a entrada. O ideal é que ele já entre com uma boa quantidade de dinheiro. Isso ajuda a diminuir o prazo para quitar o financiamento.

dicas de financiamento imobiliário prazo e taxas

Afinal de contas, quanto maior for o tempo para terminar as parcelas, maior é a incidência de juros, o que também aumenta o valor total do imóvel. Os bancos, normalmente, financiam até 80% do valor do imóvel. Ainda assim, é sempre bom sugerir uma boa pesquisa para ver quem oferece as melhores taxas.

Por fim, e para além da questão de valores, é bom que seu cliente esteja com os documentos atualizados e que ele não tenho dívidas bancárias pendentes. Deixar ele atento a todos esse detalhes deve contribuir e muito para que o negócio entre vocês termine em sucesso e ganhos para ambos.

Passando essas dicas de financiamento imobiliário, você conquista a confiança de seu cliente. Ele começa a enxergá-lo como um profissional preocupado com a situação de seus clientes e não apenas com a venda. Quem sabe não consiga mais indicações no futuro?

 

Posts relacionados