A era digital representa um momento em que profissionais de todos os setores têm a oportunidade de divulgar seus produtos de uma maneira nunca antes possível. Concessionárias, por exemplo, permitem que o cliente monte e veja como será seu veículo em 3D nos seus websites, tanto o exterior como o interior.

O mercado imobiliário também evoluiu muito com o advento dessas novas tecnologias. E nesse artigo vamos ver as principais diferenças entre o mercado imobiliário antes da era digital e o atual, que já estamos tão acostumados.

Pode ser difícil lembrar como era o mercado imobiliário dez ou vinte anos atrás, antes da era digital, mas vamos imaginar como eram as interações entre corretores e clientes duas décadas atrás.

Marketing imobiliário com menos de 140 caracteres

Uma vez identificada a necessidade de compra ou aluguel de um imóvel, o primeiro local em que se procuraria por oportunidades seria, provavelmente, nos bons e velhos classificados dos jornais.

Para os potenciais compradores, restava analisar cada uma das opções disponíveis. Talvez eles já tenham decidido uma faixa de preço, um bairro, um número de quartos ou o mínimo de área quadrada do imóvel.

mercado imobiliario antes da era digital classificados

No entanto, jornais não tinham botões e caixa de busca para filtrar resultados, então, antes da era digital, era tudo no olho mesmo, tinha que ler um por um e torcer para achar um que agradasse. Canetas e marcadores de texto seriam utilizados para que o comprador não perdesse de vista os classificados mais alinhados com seus objetivos.

A vida do corretor de imóveis também não era tão simples. Além de ter de pagar um valor alto por um pequeno espaço nos jornais de maior circulação, atrair clientes era uma tarefa árdua. Quem já usou Twitter sabe o quão difícil lidar com apenas 140 caracteres pode ser, e o pior: os corretores muitas vezes não tinham nem isso.

A era digital e a nova maneira de divulgar imóveis

O contraste com os meios modernos de divulgação de imóveis é evidente. O corretor e a imobiliária contam com a possibilidade de ter seu próprio website, onde podem descrever seus imóveis em quantos caracteres quiserem, podendo utilizar inúmeras fotos e diversas ferramentas visuais.

Além disso existem as redes sociais e os portais imobiliários. Caso o corretor não tenha tempo existem ferramentas de integração de redes sociais e de integração de portais que permitem que posts sejam agendados e anúncios sejam divulgados em diversos portais imobiliários, tudo isso em poucos cliques.

Os avanços do mercado imobiliário também facilitaram a vida do cliente, que pode economizar tempo, contando com maneiras de filtrar os resultados e analisar somente aqueles que estão dentro de parâmetros previamente definidos. Sem contar na capacidade de ver fotos e plantas através de seu celular ou computador.

As dificuldades de conectar o corretor com potenciais clientes

Antes da era digital, após a seleção de algumas opções, o próximo passo era entrar em contato com o corretor ou proprietário através do número de telefone disponível no anúncio.

Mas celulares ainda eram equipamentos raros e caros, o que isso significa? Se o corretor ou proprietário eram pessoas muito ocupadas, as chances de encontrá-los pelo número listado eram bem baixas, em muitos casos era necessário deixar recados e torcer para que eles fossem repassados.

mercado-imobiliario-antes-da-era-digital-conectar

Para o corretor isso significava ter que analisar bem seus clientes via telefone, definindo se eles realmente tinham interesse pela compra do imóvel. Cada momento longe do escritório poderia significar um negócio fechado ou a perda de outros potenciais clientes que entraram em contato e não conseguiram te encontrar.

As diversas ferramentas de comunicação atuais

Hoje em dia os meios de contato são tão diversificados e flexíveis que nenhum corretor pode perder vendas devido à falta de acesso ao cliente.

Além do celular, email e aplicativos de mensagens instantâneas, ferramentas como o chat online da ville Imob permitem que o cliente entre em contato com o corretor de maneira rápida através da integração do sistema no próprio site.

O primeiro contato visual com o Imóvel

Assim que a primeira conversa com o corretor ou proprietário ocorresse, os clientes iriam querer visitar o local. Este era um momento interessante: até então, dificilmente, os clientes teriam tido acesso ao imóvel ou a qualquer imagem do mesmo.

Uma das características do mercado imobiliário antes da era digital é o fato de que vários corretores e imobiliárias optavam por não colocar o endereço completo do imóvel no anúncio. Com um espaço tão limitado era melhor focar nas principais características do imóvel e telefone de contato.

mercado-imobiliario-antes-da-era-digital-contato-visual

Neste momento então, todo o trabalho inicial poderia ter sido em vão caso os clientes decidam que alguns cômodos eram muito pequenos ou que determinados detalhes pontuais não agradaram.

Muitos detalhes que hoje podemos verificar através das plantas, fotos, visualizações 3D e a rápida troca de informações através de aplicativos de mensagens instantâneas, antigamente, só poderiam ser verificadas após uma visita ao local.

O follow-up antes da era digital

Caso o imóvel agradasse, bom aí era o momento em que corretor e cliente fechavam o negócio. Tecnologias atuais podem facilitar este passo, mas felizmente, o pior já havia passado.

Mas são raros os casos em que os clientes decidem pela compra no momento da visita. Em geral é necessário um tempo para que a família discuta e analise sobre os diversos imóveis visitados.

Antigamente, este era o momento em que o corretor pegava a caneta e anotava na sua agenda uma data para que ele executasse uma ligação de follow-up (isto é, caso ele não tenha esquecido sua agenda no escritório).

Felizmente, a era digital também trouxe ferramentas completas de gerenciamento de clientes, imóveis e proprietários. É o caso do CRM Imobiliário , onde um sistema inteligente e proativo registra as visitas, permite a busca de eventos por datas facilitando o agendamento de follow-ups garantindo que o corretor não perca um cliente porque esqueceu de realizar uma ligação.

O mercado imobiliário antes da era digital apresentava características únicas totalmente diferente das diversas opções que corretores, imobiliárias, proprietários e clientes têm à disposição hoje em dia. Naturalmente os profissionais que se atualizam aos constantes avanços tecnológicos tem chances muito maiores de se destacar no mercado imobiliário.

O ville Imob oferece uma plataforma completa onde, corretores e imobiliárias têm a garantia de que sua gestão e seu marketing imobiliário são modernos e estão alinhados às principais mudanças e tendências tecnológicas.

estrategias digitais para venda de imoveis

Posts relacionados