Independente do ramo de atuação, a maioria dos profissionais passa por momentos semelhantes quando dá seus primeiros passos no mercado de trabalho. Certamente, no início da carreira, muitos corretores sentiam insegurança e ansiedade, precisavam de ajuda a todo momento, cometiam deslizes e chegaram a tropeçar em algumas pedras. Inclusive, não foram poucos que desistiram.

Se você é corretor de imóvel iniciante, é normal que sinta (quase) todos os sintomas apontados acima. Isso porque, após concluírem a etapa de formação, os novos profissionais só pensam em vender logo o primeiro imóvel, não controlando a ansiedade direito.

Acontece que, de um modo geral, uma transação imobiliária exige muito tempo por parte do cliente tomar a decisão de investir praticamente toda sua economia nesse ou naquele imóvel. Em muitas ocasiões é o investimento de uma vida inteira.

Para não cometer esses deslizes no começo da carreira, confira, a seguir, sete dicas para corretores de imóveis iniciantes:

1. Não se engane, corretor trabalha muito!

Se você entrou no mercado imobiliário pensando que corretor trabalha pouco e pode ganhar muito, é melhor repensar um pouco sua vida. Quem não é apaixonado por essa carreira não resiste por muito tempo. Isso porque é inevitável que o profissional passe por muitos momentos difíceis.

É a paixão pela carreira que o mantém firme nessa caminhada. Sendo assim, o corretor de imóveis só se torna bem sucedido e se estabiliza no mercado após ralar bastante por um longo período. Portanto, antes de entrar para valer no mercado, esteja preparado para realizar muitas tarefas!

imob-v30-728x90-post

2. Continue estudando

O registro em seu Conselho Regional (CRECI) é apenas o início da caminhada. Não se dê por satisfeito ter concluído o curso técnico, há ainda muita coisa para você aprender. Acompanhe sempre os estudos de mercado para você saber, por exemplo, quais regiões estão em valorização. Você pode, ainda, aprofundar seus conhecimentos lendo uma série de livros relacionados à carreira do corretor de imóveis.

Por fim, participe de eventos e compareça em palestras de profissionais consagrados para que você possa absorver o máximo de conhecimento possível. Aproveite, também, para começar a investir em seu marketing pessoal. Nesses eventos, você pode entregar seu cartão de visitas e começar a construir sua rede de contatos!

3. Conheça, de fato, os imóveis

Na hora de captar imóveis, não se limite a decorar o número de dormitórios, o tamanho da sala e quantas vagas ele tem. Essas informações são muito pouco para atender às satisfações dos clientes. O ideal é você ir até o imóvel e prestar atenção em cada detalhe, conversar com os porteiros do prédio e conhecer todos os serviços comerciais que existem na região. Com isso, você já vai enriquecendo a sua apresentação aos clientes. Noções básicas de decoração, engenharia, mercado, não podem faltar.

4. Peça ajuda aos mais experientes

Por mais que você tenha aprendido muita coisa nos cursos profissionalizantes para corretores de imóveis, só a experiência é capaz de transformar você em um bom profissional. Na prática, você se depara com situações que nunca imaginou. Nessas horas, procure uma profissional de sua confiança, aquele que não quer passar a perna em você, e peça ajuda. Se a questão for um pouco mais complexa, vale a pena a consultoria de um advogado.

5. Faça parceria com outros profissionais

Você já captou um imóvel, mas está com dificuldade para encontrar um cliente? A saída pode ser arrumar uma parceria com um profissional mais experiente. Mesmo tendo que dividir os ganhos numa futura negociação, você ganha muito em experiência. Isso sem falar que essa parceria agilizar o contato com algum interessado e, por consequência, a negociação pode ser mais rápida.

6. Ensaie o seu atendimento. Pode parecer engraçado mas vai ajudar 🙂

Quer conquistar a confiança do cliente no atendimento? Então, transmita segurança. Durante a primeira visita, é normal que a ansiedade chegue, mas não deixe esse sentimento atrapalhar sua apresentação. Uma maneira para amenizar a tensão é treinar sua fala sozinho e, em seguida, com algum amigo.

Aí, na hora da visita você sente muito mais segurança. Lembre-se, se conhece bem o imóvel, tanto na questão física como nas documentações, não precisa de preocupar. Prepare-se sempre e muito. E o que nunca, mas nunca pode faltar mesmo é o acompanhamento e registro de atendimentos atráves de um software CRM para corretor.

7. Fique de olho nas finanças pessoais

Como você já sabe, a venda imobiliária não acontece da noite para o dia. O processo pode demorar meses para se resolver. Muitas vezes, a ansiedade para fechar logo o negócio está diretamente ligada à questão financeira, uma vez que o corretor de imóveis é um profissional autônomo, ou seja, seus ganhos dependem de suas vendas. Às vezes, ele chega a apressar os clientes, o que só prejudica sua imagem no mercado.

Nesse sentido, a dica é ficar atento às suas despesas. Antes de mais nada, organize suas finanças em aplicativos ou planilhas, para ver quais gastos você pode cortar, principalmente no período de negociação com o cliente.

Tenha uma reserva financeira e não deixe o dinheiro parado. Faça alguma aplicação para que ele possa render. Estude qual a melhor aplicação no momento e tenha sempre uma reserva. Poderá utilizar o software ville Imob para cadastrar suas contas a pagar e contas a receber.

Depois de realizar a primeira venda, você começa a entender como funciona todos detalhes do processo. Assim, aos poucos, vai corrigindo falhas que cometeu na primeira experiência e ajustando seu atendimento. Tudo flui melhor.

E então, corretor, tem alguma outra dica para corretores iniciantes ? Deixe seu comentário. Desejamos sucesso e bons negócios a todos.

 

Posts relacionados