Em sua grande maioria, os corretores de imóveis são profissionais autônomos. Isso significa, na prática, que eles são os próprios patrões e possuem certa flexibilidade no horário. Uma maravilha, não? Por outro lado, os profissionais em questão não têm uma renda fixa mensal. Ou seja, eles nunca sabem quanto vão ter de dinheiro no fim do mês.

Se, num único mês, você pode ganhar 25 mil reais, por exemplo, de comissão após a venda de um imóvel, em seguida, você pode passar por um período de vacas magras nos próximos três meses, sem nenhuma venda, e, como consequência, não ganhar rigorosamente nada. Nesse sentido, é fundamental ter um controle constante das suas despesas e receitas. Em outras palavras, organizar bem as suas finanças pessoais.

Você, corretor de imóveis, se identificou com a situação acima? Então, que tal seguir as 5 dicas para controlar bem os seus ganhos no mercado imobiliário e começar a ter mais controle do seu orçamento? Confira mais a seguir:

Faça controle dos seus gastos

Antes de mais nada, você deve organizar tudo, todas as suas despesas fixas e variáveis, como aluguel, condomínio, contas de água, luz e internet. Para que você consiga ter um controle de contas a pagar e receber, e de devedores, utilize o Software Imobiliário ville imob. Lá você conseguirá controlar tudo e diante dos resultados, você já tem um parâmetro de quanto você precisa ter no fim do mês para pagar todas as suas contas e não ficar inadimplente.

Fique de olho nos pequenos gastos

Sabe aquele cafezinho que você toma todo dia na padaria antes de começar o expediente? Então, num primeiro momento, pode sair quase de graça, mas, quando você faz soma final, ele pode ficar bem caro. Não deixe de contabilizar, também, esses pequenos gastos do dia a dia no seu controle mensal.

 imob-v30-728x90-post

Faça um de reserva para casos emergênciais

Depois de visualizar todos os gastos em controle, você consegue ter uma média da sua despesa mensal. Dessa forma, é importante você guardar o seu dinheiro em uma poupança emergencial, isto é, quando você passar por um momento sem vendas, você pode recorrer a essa poupança para pagar as suas contas e, assim, não acumular dívidas. (Você sabe muito bem quanto os juros são altos no Brasil!). Especialistas apontam que essa poupança deve ter um montante para sustentar seis meses dos seus gastos. Ah, claro, e não se esqueça de repor logo em seguida que você recorrê-la.

Comprar à vista é melhor do que pagar parcelado

Pode ser tentador comprar aquele smartphone de última geração de forma parcelada. Mas lembre-se: você é autônomo e não consegue prever a sua situação nos próximos meses. Portanto, o melhor a fazer é aguardar um pouco, juntar o dinheiro necessário e comprar à vista o que você desejar.

Planejamento de férias

Oras, não é porque você é autônomo que não pode tirar férias. É claro que pode! Você só precisa ter um planejamento muito bom para saber o melhor momento de tirar uma folga. Mas vamos ser sinceros: você não pode abusar e ficar um mês inteiro ausente. Tire 10 dias ou duas semanas para descansar. Outro ponto importante é que você pode folgar em períodos de baixa temporada. Isso significa que a sua viagem pode sair bem mais barata. Aproveite esse privilégio!

Gostou das dicas? Então, comece a se organizar agora mesmo e não perca mais o controle do seu orçamento

Posts relacionados

Compartilhe: