Possivelmente, em algum momento de sua carreira você deve ter se questionado se ser um corretor de imóveis autônomo valia à pena. Ou então, se ser filiado ou dono de uma imobiliária talvez pudesse ser a melhor opção.

Ambas escolhas exigem responsabilidade do profissional para gerenciar as atividades, e claro, um compromisso. Segundo ZAPpro, na opinião de Alvarino Lemes, delegado do Creci-SP regional do Grande ABC, todas estas opções são seguras, mas, ser filiado ou dono a exigência é maior ainda, e isso pode garantir ganhos maiores também.

Já os autônomos, na visão de Lemes, tem a facilidade de estar em qualquer localidade, mas isso também pode dificultar a sua prestação de serviços, já que a existência de um CNPJ dá segurança ao cliente.

As vantagens e desvantagens para um dono ou filiado de uma imobiliária são maiores e mais visíveis. Portanto aos corretores de imóveis que optaram uma carreira autônoma e os que estão pretendendo, iremos abordar as vantagens e desvantagens dessa carreira.

Ser um corretor de imóveis autônomo vale à pena?

Elencamos alguns pontos importantes que precisam ser levados em consideração antes de haver a sua tomada de decisão efetiva. Veja:

Vantagens de ser um corretor de imóveis autônomo

As vantagens de ser um corretor de imóveis autônomo são muitas. Elas promovem mais peso do que as desvantagens. Porém, é preciso que você conheça a fundo cada um destes pontos, para apenas assim fazer uma escolha consciente.

1- Agenda flexível

Corretores de imóveis que trabalham por contra própria possuem mais liberdade em suas atividades imobiliárias. E por ter mais liberdade, podem montar sua agenda de trabalho de acordo com sua rotina, com os horários que irá prestar os serviços, plantões, e onde irá atuar.

Dessa maneira, os corretores também possuem uma maior flexibilidade quanto ao fato de haver outros compromissos ao longo do seu expediente. Elevando, inclusive, a sua qualidade de vida. Pois não há nada mais desagradável do que solicitar uma licença rápida no trabalho apenas para ir ao banco, não é mesmo?

ser um corretor de imóveis autônomo

2- Adquire mais conhecimento específico da área

Como não há uma figura da imobiliária por trás do corretor de imóveis, o conhecimento sobre documentos dos imóveis (vendas e locações), contratos, financeiro, informações ligadas a área administrativa, costuma ser maior.

Assim, o próprio autônomo estará a par  de tudo que acontece com os imóveis que o mesmo oferece para os seus clientes. Acompanhando de perto o desenvolvimento de contratos, e assim, poderá evitar impasses que possam atrapalhar a conclusão do mesmo.

3- Atendimento personalizado e qualificado

É de característica do corretor autônomo trabalhar de forma intensa e especializado em tipo de cliente ou bairro, assim como vendas de imóveis comerciais. Isso é um beneficio para o corretor onde será enriquecido no aspecto conhecimento.

Afinal, ele poderá fazer um acompanhamento mais personalizado e qualificado de cada um dos seus clientes. E assim, as chances de efetivar vendas de qualidade aumentam. Gerando ainda mais resultados para o corretor.

4- Vantagem financeira

Além das vantagens da liberdade, e agregar conhecimento, tem a vantagem financeira, trabalhando na imobiliária você está “concorrendo” com os seus colegas por uma atendimento que no final resulte em uma boa venda, já na independência não terá ninguém a mais do que você e seu cliente.

É claro, nenhum corretor de imóveis está imune aos concorrentes, mas isso irá depender da forma que você trabalha para gerar bons negócios.

Afinal, você poderá trabalhar no seu tempo e na construção da sua imagem, de modo exclusivo. Não tendo que “alimentar a imagem da empresa”, para apenas depois ir adiante com a sua negociação.

Desvantagens de ser um corretor autônomo

Como nem tudo são flores, é claro que precisamos pensar nas desvantagens de ser um corretor de imóveis autônomo. Veja:

1- Dificuldade de estabelecer disciplina

Sem nenhuma cobrança de um chefe ou até mesmo de funcionários o corretor de imóveis autônomo precisa ser auto-disciplinado. Pois é! Se não haver disciplina, o corretor pode correr grandes riscos, como por exemplo: perder um atendimento importante pois esqueceu de anotar em seu CRM imobiliário. Ou perder a visita de um imóvel que era de suma importância para o cliente fechar com você.

Se ocorrer qualquer deslize, as chances de tornar sua reputação negativa são enormes. Portanto o foco e objetivo de alcançar novas metas tem que ser acompanhadas com o corretor sempre, sem disciplina não haverá foco, e sem o foco não haverá um objetivo maior.

ser um corretor de imóveis autônomo

2- O trabalho depende só de você

Na verdade, este ponto possui dois lados. O primeiro é: Que bom que o trabalho depende só de você! Pois assim você pode trabalhar com metas pessoais bem interessantes e se dedicar a isso.

Porém, se o trabalho depende só de você, significa que você precisa ter um bom planejamento que vise imprevistos. Ou seja, se ocorrer de você adoecer ou qualquer outro tipo de impasse deste cunho aparecer no seu caminho, você terá que ter subsídios suficientes para se manter neste período. É por isso que a gestão financeira é tão importante.

Se você pretende seguir sua carreira imobiliária como corretor autônomo ou já está seguindo, convidamos você para conhecer o Software Imobiliário ville Imob, são 7 soluções para você gerenciar suas atividades imobiliárias e gerar bons negócios.

Sucesso e Boa Vendas!

Posts relacionados