Existe situação mais desagradável do que comprar um produto e recebê-lo em péssimas condições, isto é, incompatível ao valor investido? A situação fica pior quando o produto em questão é um imóvel que você pagou muito caro para ter.

Seja uma locação ou uma compra definitiva, já deu para perceber a importância de fazer uma vistoria no imóvel antes de pegar as chaves. No entanto, como a vistoria não é obrigatória, muitas pessoas, na ânsia de receber as chaves ou por desconhecimento técnico, acabam não fazendo essa etapa fundamental. Cabe, aqui, ao corretor de imóveis alertar seus clientes a respeito da vistoria.

Vale lembrar, também, que o laudo da vistoria funciona como documento legal. Isso significa que você deve, antes de assinar o contrato, registrar toda a vistoria, documentando o que há de errado no imóvel. Em resumo, a vistoria serve para garantir a entrega do imóvel exatamente como foi prometida.

Para facilitar a sua vida, separamos, abaixo, algumas dicas de como é feito uma vistoria em imóvel.

Faça a vistoria em dias ensolarados

Recomenda-se fazer a vistoria em dias de sol. Isso porque, com uma boa iluminação natural, fica mais fácil para detectar eventuais problemas, como rachaduras no teto e nas paredes.

Verifique o estado das portas, janelas e mobílias

Primeiramente, abra e feche todas as portas e janelas. Elas não podem estar rangendo. Aproveite para ver se as fechaduras estão funcionando e para verificar se não há marcas nas janelas.

Concluída essa etapa, passe a avaliar a condição de cada armário, utensílio ou eletrodoméstico deixado no imóvel. Registre o estado de conservação, cor e até a marca.

Pisos e azulejos merecem atenção

Pisos e azulejos também devem entrar na sua avaliação. Em seu laudo, descreva se há risco ou buracos nos pisos. Quantos aos azulejos, documente eventuais rachaduras e até diferença de padrão entre os azulejos.

Use fotos

Não basta apenas descrever as condições de conservação de cada ponto que você viu do imóvel. Você precisa, também, deixar tudo registrado com fotos para incluí-las nos anexos do laudo.

Em caso de locação, essa dica também vale para o proprietário do imóvel. Isso porque a Lei do Inquilino exige que a propriedade seja devolvida ao seu dono no estado em que ele alugou. Por isso, as fotos são registros fundamentais para todas as partes.

imob-v30-728x90-post

Profissionais capacitados dão suporte à vistoria

Por fim, não deixe de contar com profissionais capacitados ao seu lado na hora de fazer uma vistoria. Engenheiros civis, arquitetos ou até mesmo eletricistas ajudam a detectar problemas que podem ser imperceptíveis ao olhar de uma pessoa leiga, como tomadas má localizadas, quadro elétrico com produtos de baixa qualidade e janelas desniveladas.

Outros detalhes técnicos descritos nos documentos do imóvel devem ser confirmados. Isso quer dizer que você precisa verificar, também, o número de cômodos e a metragem de cada um deles. Se a informação na escritura não for pertinente, você deve avisar o proprietário e a imobiliária antes de assinar o contrato.

Depois de todas as informações colhidas da situação do imóvel é interessante que cadastre esses relatos na ficha do imóvel, especificamente na parte de controle e documentação. Caso não possua um sistema para gerenciar todas essas informações, convidamos você para conhecer o Software ville Imob. Teste grátis durante 10 dias e conheça melhor o sistema.

A vistoria pode ser trabalhosa, mas ela evita futuras dores de cabeça. Aproveite as dicas e Boas vendas!

Teste Grátis durante 10 dias.

Posts relacionados