Você sabia que estudos mostraram que quase metade dos consumidores revelaram que já tiveram algum problema com anúncios desatualizados? Os motivos são diversos: valores desatualizados, imóveis já negociados ou alugados, entre outros. Pensando nisso, criamos um artigo para falar um pouco sobre como manter anúncios de imóveis atualizados.

Riscos de manter um anúncio desatualizado

Ao captar um imóvel, o corretor seguirá para os próximos passos, inclusive já discutidos neste blog. Esses próximos passos incluem: captura de imagens do imóvel, endereço, características, avaliação e precificação, entre outros. Uma vez que todas essas informações estão disponíveis, um anúncio é feito e é publicado nos portais imobiliários, redes sociais, site da própria imobiliária, e por aí vai.

Mas, suponha que você possui um imóvel no seu portfólio por mais de três meses, você deveria atualizar as informações referentes ao mesmo? A resposta é sim. Veja alguns dos riscos de não manter anúncios de imóveis atualizados:

-Chegar para uma visita com um cliente para descobrir que o imóvel está vendido (ou alugado);

-Fechar com um cliente um valor para, ao discutir a proposta com o proprietário, descobrir que ele resolveu alterar o valor;

-Descobrir, no fim de uma negociação que, embora o aluguel ainda seja o mesmo, o condomínio, por exemplo, foi alterado de maneira significativa.

manter anúncios de imóveis atualizados problemas

Esses são exemplos de situações que são muito constrangedoras para o corretor e podem passar uma impressão negativa ao seu cliente. Imagine: você passa dias negociando um valor interessante em seus imóveis com um cliente, até que ele finalmente aceite uma proposta em um dos seus imóveis. No dia da visita, você descobre que o proprietário já negociou ou ainda desistiu da venda/locação para dar o espaço à um familiar.

Pontos negativos na atualização constante de imóveis

A atualização constante de imóveis é muito interessante para evitar que situações como as descritas acima aconteçam. Mas isso não vem sem suas desvantagens, neste caso, a principal desvantagem é o tempo. Afinal de contas, você precisará separar parte do tempo para atualização dos imóveis.

Mas, mesmo com esse ponto negativo, recomendamos manter anúncios de imóveis atualizados. Vamos ver algumas dicas de como iniciar esse processo de atualização de maneira eficiente.

 

 

1. Defina um prazo de atualização para seus imóveis

A maneira de iniciar este processo é definir com que frequência você deve entrar em contato com o proprietário para atualização dos valores e informações quanto ao imóvel. Em geral, deve-se fazer esse contato a cada 30 ou 60 dias.

Aproveite este contato para dar um retorno ao cliente quanto ao nível de procura pelo imóvel. Ou seja, você não estará o “incomodando” apenas para fazer perguntas mas também para dar um feedback quanto ao processo de venda/locação do imóvel.

Nessas situações, um CRM Imobiliário é essencial. Nosso software, por exemplo, é capaz de gerar relatórios de visitas dos imóveis de maneira rápida. Ou seja, você consegue informar ao cliente quantas pessoas visitaram o imóvel e também passar para ele um resumo de como foram ou como estão as negociações de maneira bem prática e intuitiva.

manter anúncios de imóveis atualizados calendário

Nem todos os imóveis deverão ser atualizados com a mesma frequência. Talvez, por experiência, você perceba que galpões podem ser atualizados a cada 90 dias, enquanto apartamentos em áreas centrais e de alta procura, devem ser atualizados mensalmente. Isso você deverá decidir, mas é importante que esses prazos sejam respeitados.

2. Defina que será o responsável pelas atualizações

Assim como a imobiliária tem um corretor responsável pela captação, um corretor responsável pela venda, e talvez alguém responsável pelo pós-venda e atendimento aos clientes. Deve-se definir quem será o responsável pela atualização das informações dos imóveis.

Esta definição dependerá da estrutura da sua imobiliária. Pode ser que você acredite que seu assistente esteja com tempo suficiente para lidar com isso. Mas pode ser que você acredite que quem fez a captação e, portanto, já conhece o proprietário deve fazer a atualização.

Enfim, neste processo de manter anúncios de imóveis atualizados, a definição do responsável é importantíssima para garantir que o anúncio esteja correto. No entanto, a pessoa responsável dependerá da sua imobiliária.

3. Quais imóveis deverão ser atualizados?

Essa é outra pergunta importante na hora de montar uma estratégia de atualização de anúncios. Você se lembra do galpão do exemplo anterior? Pode ser que seja definidos que este tipo de imóvel não precisa ser atualizado, e o corretor ficará responsável por checar com o proprietário caso haja algum interessado.

manter anúncios de imóveis atualizados casas

Ou ainda, pode ser que se defina que serão atualizados apenas os imóveis disponíveis para locação. Pois os imóveis para venda não apresentam grandes problemas devido à informações incorretas.

Enfim, esta é outra etapa que, embora deva ser definida, dependerá da sua imobiliária e da experiência de vocês quanto aos imóveis e os proprietários. Mas apenas tenha certeza que tal informação esteja bem clara para o responsável pela atualização.

4. Quais informações deverão ser atualizadas?

Essa informação é essencial para que o trabalho de quem atualiza as informações dos imóveis fique mais simples e direto. Você pode montar um pequeno checklist para cada imóvel com as seguintes perguntas:

-O imóvel ainda está disponível para venda/aluguel?

-O valor da venda/aluguel ainda é X?

-O valor do condomínio sofreu alguma alteração recentemente?

Esses são os pontos básicos que deverão estar no seu checklist. Você perceberá que pode ser que, ao passar um feedback ao cliente quanto à situação da negociação do imóvel, ele pode decidir alterar o preço. Você deverá, então, alterar o anúncio de acordo com o que ficar decidido.

manter anúncios de imóveis atualizados checklist

5. Evite automatizar todo este processo

É verdade que você poderia simplesmente enviar um email com um formulário ao proprietário do imóvel. E, este processo pode até ser totalmente automatizado. Mas, será que isso é realmente viável? O proprietário responderá ao email? Ele ficará satisfeito com a “frieza” na qual você está o tratando, ao mandar um email deste tipo?

Por isso, se você verificar que não tem tempo para manter anúncios de imóveis atualizados, considere outras opções como:

-Aumentar o prazo em que você contata o proprietário, se você atualiza as informações a cada 30 dias, aumente para 60.

-Contratar alguém para realizar esta função e outras dentro da imobiliária.

-Automatizar outras etapas com plataformas de gestão imobiliária como o ville Imob ou softwares de automatização de marketing, como o ville Target. Assim você consegue economizar tempo em etapas que, não só podem, como devem ser automatizadas e utilizar este tempo extra com atividades que não devem ser automatizadas.

Posts relacionados