Atuar no mercado imobiliário é saber que tem que estar preparado e disposto a tudo. Mais do que disposição, o profissional além de vender bem precisa captar imóveis para venda e locação. A captação dos imóveis é uma das estratégias imprescindíveis na corretagem, é o primeiro passo que o corretor deve dar.

Só depois de criar uma extensa carteira de imóveis, é hora de pensar nas vendas e locações. E isso requer um pouco de trabalho para o corretor de imóveis, porém nada que seja impossível.

É na captação que pode ser gerado grandes retornos, porém tem que saber como fazer, não basta ir atrás de um proprietário e pedir para vender ou alugar o imóvel, o objetivo é fazer com que o proprietário esteja convencido que o imóvel estará em boas mãos e além disso, que você é um excelente profissional e tem capacidade de realizar a venda ou a locação do imóvel.

Você deve estar pensando, se não é tão simples assim, então como captar imóveis de uma forma que possa gerar bons resultados? Bom, iremos abordar algumas dicas fundamentais para ser realizar uma boa captação, tanto para venda quanto para locações.

Networking é a base para encontrar e captar seus imóveis

 

networking para captar imóveis

 

O primeiro passo é buscar os imóveis, faça uma busca na sua região e no início é interessante focar em um ou dois bairros que você mais conhece, pesquise por regiões próximas onde atua, isso irá ajudar muito tanto no momento da captação como na hora das visitas. Por isso, é importante definir e escolher bem onde será a localização de seu escritório imobiliário.

Para isso é necessário ter disposição, a sua caminhada poderá ser extensa: vá em comércios, em portarias de prédios, ou seja, networking…networking…networking. Veja o que diz um fragmento de um outro artigo que temos aqui em nosso blog sobre esse assunto: “Com uma grande rede de contatos, o zelador, por exemplo, pode lhe falar do interesse de um proprietário em vender seu imóvel.

Em resumo, você fica sabendo de uma nova oportunidade de negócio em primeira mão. Estabeleça parcerias com construtoras, incorporadoras (conheça os diretores), engenheiros e arquitetos. Parcerias fortes podem se converter em ótimos negócios.

Entenda o proprietário do imóvel pois ele também é seu cliente

 

proprietario do imóvel de captação

 

O mais importante é você colher ricas e detalhadas informações sobre o imóvel para repassar para o cliente quando for necessário.

Então, entenda o proprietário, pergunte quais são os objetivos de retorno dele sobre o imóvel, por que deseja vende ou alugar o imóvel, é válido perguntar se o proprietário possui outros imóveis que deseja realizar negociações.

Assim, se a primeira negociação for boa para o proprietário ele irá (sem dúvida) colocar outros imóveis em sua carteira. Nessa hora é preciso escutar o proprietário e passar segurança para ele!

Estabeleça um relacionamento com o proprietário

 

Depois de conseguir uma boa carteira de imóveis e entender melhor sobre as perspectivas dos proprietários, se aproxime, crie um laço de uma forma que ele confie em você. Passe a ele o seu objetivo e a sua proposta, afirme a ele o quanto é profissional e pode vender ou alugar o imóvel.

Lembre-se, só fale ou prometa aquilo que poderá fazer, não faça nada além do seu alcance, isso poderá te comprometer. Poderá e deverá usar, para fins de controle, registrar todos os atendimentos, declarações, dentre outras informações em seu CRM Imobiliário.

Lembre-se, a medida que a quantidade de imóveis que captar for crescendo, ficará impossível guardar tudo isso na sua cabeça. Agendas e planilhas já estão ultrapassadas.

Plataforma ERP ville Imob

Pequenas reformas, avaliação e documentação do imóvel

 

Além de captar o corretor precisar realizar uma checagem no imóvel, verifique o imóvel todo, cômodo por cômodo, instalações, enfim, dê uma analisada geral.

Dessa forma poderá combinar ou apenas sugerir para o proprietário o que pode ser feito para melhorar o imóvel como: uma pintura, trocar interruptores, torneiras, tudo que acharem necessário para melhorias e que valorize o imóvel com pouco investimento.

Depois de tudo certo, você pode avaliar o imóvel, quanto o imóvel vale para venda ou se for aluguel, vale considerar a localização, o tipo do imóvel e outros. Procure saber o valor de imóveis nas proximidades e as variações de preços.

Fique de olho na documentação do imóvel, se o IPTU está em dia, escritura, registro da escritura, é importante consultar no cartório de registro de imóveis a Certidão negativa de Ônus e verificar a situação do imóvel. Quanto mais informações o corretor tiver, menos dor de cabeça no futuro para todos.

Faça o controle das captações. Registrar atendimentos é essencial

 

controle das captações

 

 

Depois de tudo realizado e o proprietário formalizar que você ficará autorizado a negociar o imóvel (não esqueça de colocar tudo isso em papel e assinado), lance todos os dados do imóvel, corretor responsável e do proprietário em um CRM imobiliário e adicione todas as características do imóvel.

Poderá levar uma ficha impressa de captação, onde irá preencher com os dados do imóvel para depois lançar em seu software imobiliário.

Conforme dito, não esqueça de fazer um documento formal e dê ao proprietário para assinar ficando com uma via, sendo assim um meio de segurança para você e o proprietário. Esse documento é uma autorização para mostrar e negociar o imóvel para venda ou locação, podendo ser de forma exclusiva ou não. Um outro blog também bem bacana sobre o segmento imobiliário é do Guilherme Machado e da Mariana Ferronato.

Lembre-se! Busque sempre o retorno da venda e porcentagem justa em suas captações, ofereça o melhor de si pois estará se tornando um grande gerador de negócios. Construa algo sólido que irá valorizar seu nome enquanto profissional.

Existe uma frase de marketing e negócios, que gostamos muito, onde diz: “Faça um cliente, não uma venda” de Katherine Barchetti.

Sucesso e forte abraço!

Textos: Ramon Carvalho e Sabrina Rozindo
Depto de Marketing – Plataforma ville Imob

Posts relacionados