No verão a quantidade de pessoas que desejam alugar um imóvel temporário é grande, principalmente para as datas comemorativas como: Natal, Réveillon e Carnaval. Nesse período o locador e o locatário tem que ficar atentos no processo de locação, alguns cuidados simples e básicos para evitar dor de cabeça no futuro.

Existem algumas formas de como alugar casa de veraneio, como: Direto com o proprietário, imobiliárias e internet. Todas essas opções são válidas para conseguir alugar o imóvel porem é preciso elaborar um contrato para qualquer uma das opções, podendo ser formal ou informal.

O contrato formal deve conter todos os direitos e deveres de ambas as partes especificando cada detalhe do imóvel, inclusive o valor. O contrato informal e mais conhecido como, boca a boca, sendo um informalidade mais utilizada pelas pessoas podendo ter uma negociação de um preço melhor, mas que possui um certo risco.

Como existe a possibilidade de alugar o imóvel através da internet com os anúncios, é importante que o locatário ligue para colher o máximo de informações que puder. Se o anúncio não conter uma boa descrição (quantidade de pessoas, localização e outros) e poucas imagens, é importante exigir descrições melhores e se possível fotos de cada parte do imóvel, certificando que não irá levar prejuízo e cair num golpe.

Não se deixe levar pela pressa de alugar o imóvel. Ai que mora o perigo! Para o locador é preciso que passe todas informações possíveis de uma forma que fique claro e objetivo. Para o locatário é fundamental que leia todo o contrato e pesquise sobre o imóvel e o proprietário.

Sendo assim, só fecha a negociação se ambas as partes estiverem de acordo.

Sabrina Rozindo
Depto. de Marketing
villevox Comunicação e Marketing

Posts relacionados

Compartilhe: